Leitura multimodal em ambiente digital à luz do Conectivismo

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Leitura multimodal em ambiente digital à luz do Conectivismo por Mind Map: Leitura multimodal em ambiente digital à luz do Conectivismo

1. Problema de pesquisa

1.1. Como a leitura e a escrita em língua materna podem ser desenvolvidas com alunos do Ensino Fundamental II a partir da exposição a textos multimodais digitais?

2. Objetivos

2.1. Analisar um material didático elaborado nesta pesquisa à luz do conectivismo e do letramento na era digital.

2.2. Refletir sobre a leitura e a produção textual em língua materna a partir o conectivismo e do letramento na era digital

2.3. Propor uma sequência didática para a disciplina de Língua Portuguesa que possibilite a realização de conexões diversas, seja com ferramentas digitais, com textos multimodais ou ainda com a professora e os colegas da disciplina.

3. Metodologia

3.1. Qualitativa

3.1.1. Análise de uma proposta pedagógica autoral para o ensino de língua materna no Ensino Fundamental II à luz do conectivismo

3.2. Contexto

3.2.1. 8º ano do Ensino Fundamental

3.2.2. Ensino Remoto Emergencial

3.2.2.1. Aulas síncronas e assíncronas

3.2.3. Ferramentas digitais

3.2.3.1. Wakelet, Zoom, Mentimeter site da escola, ferramentas de produção de vídeo, pôster, etc.

4. Proposta didática

4.1. 1ª atividade: Assíncrona: Leituras sobre o papel do leitor na sociedade atual a partir de um repositório criado no Wakelet (ferramenta de construção de murais virtuais).

4.1.1. Estudantes devem escolher 3 textos ali presentes de gêneros distintos para ler antes do debate (memes, reportagens, citações, contos, crônicas, exposição artística, curta metragem, etc).

4.2. 2ª atividade: Síncrona: Debate em aula virtual sobre o que os alunos aprenderam a partir disso

4.2.1. Questionamentos para o debate

4.2.1.1. O que é ler para você?

4.2.1.2. Qual a importância da leitura em nossas vidas?

4.2.1.3. Qual o papel do livro na escola?

4.2.1.4. Qual a responsabilidade do leitor?

4.2.1.5. Como e por que devemos ampliar o acesso aos livros no Brasil?

4.3. 3ª atividade: Assíncrona: Construções de narrativas digitais com o tema "Minha história como leitor".

4.3.1. Estudantes poderão escolher o formato da sua narrativa digital (vídeo, cartaz, slides, etc).

5. Fundamentação Teórica

5.1. Letramento

5.1.1. Autonomia/agência (BORGES, 2016)

5.1.2. Solução de problemas

5.1.3. Letramento crítico

5.1.4. Letramento(s) digital(is) (Borges, 2016; Lankshear, Knobel)

5.2. Conectivismo (Siemens, 2005; Downes, 2012; Goldie, 2016)

5.2.1. Aprendizado contínuo

5.2.2. Diferenças de opiniões

5.2.3. Aprendizado como processo de conexões de nós

5.2.4. Saber encontrar a informação é mais importante que memorizá-la

5.2.5. Fazer decisões é parte do aprendizado

5.2.6. Aprendizado é informal e formal

5.2.7. Redes e conexões: Autonomia, abertura, interatividade e diversidade

6. Análise da proposta didática

6.1. Critérios de análise

6.1.1. Critérios conectivistas: autonomia, abertura, interatividade e diversidade

6.1.1.1. Conforme Downes (2012)

6.1.2. Critérios de letramento: letramento digital, letramento global, letramento em tecnologia, letramento visual e letramento de informação

6.1.2.1. Conforme Robin (2008)