História da Educação no Brasil

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
História da Educação no Brasil por Mind Map: História da Educação no Brasil

1. também chamada de Escola Ativa ou Escola Progressiva, foi um movimento de renovação do ensino, que surgiu no fim do século XIX e ganhou força na primeira metade do século XX.

2. Paulo Freire denominava o modelo tradicional de prática pedagógica de "educação bancário", pois entendia que ela visava a mera transmissão passiva de conteúdos do professor, assumido como aquele que supostamente tudo sobe, para o aluno, que era assumido como aquele que nada sabe.

3. Antes: Professor visto como o detentor de todo o conhecimento. Ensino formal e baseado apenas em informações. O professor ensina e o aluno apenas recebe o conhecimento, sem considerar ideias e opiniões do aluno. Professor e aluno distantes, não havia uma troca ou diálogo entre ambos.

4. Antes: Professor visto como o detentor de todo o conhecimento. Ensino formal e baseado apenas em informações. O professor ensina e o aluno apenas recebe o conhecimento, sem considerar ideias e opiniões do aluno. Professor e aluno distantes, não havia uma troca ou diálogo entre ambos.

5. Era como se o professor fosse preenchendo com seu saber a cabeça vazia de seus alunos. Depositava conteúdos, como alguém deposito dinheiro num banco. O professor seria um mero narrador, nessa concepção de educação.

6. ao invés de procurar montar um sistema nacional de ensino, integrado em todos os seus graus e modalidades, as autoridades preocuparam-se mais em criar algumas escolas superiores e em regulamentar as vias de acesso a seus cursos

7. Método Pedagógico : Catequização

8. Família Real deixa o Brasil, marechal Deodoro da Fonseca proclama Primeira republica. Em 1891, é promulgada a 1° Constituição do período republicano , que prioriza o ensino leigo das escolas públicas.

9. Foram abertas: Academias Militares, Escolas de Direito e Medicina, Biblioteca Real e o Jardim Botânico.

10. Após a chegada da Família Real, em 1808, o Brasil apresentou desenvolvimento cultural considerável, mas o direito à educação permanecia restrito a alguns. A vinda da Família Real e mais adiante a Independência (1822) fizeram com que o ensino superior tivesse preocupação exclusiva, em detrimento de outros níveis de ensino ficando a classe pobre relegada a segundo plano, enquanto a classe dominante expandia cada vez mais seus privilégios.

11. Marquês de Pombal expulsa os jesuítas e passa a organizar as escolas para servirem aos interesses da coroa portuguesa.

12. Período Colonial ou Jesuítico: 1549 a 1759

12.1. Para que a catequização fosse realizada, era necessário que os indígenas aprendessem a língua portuguesa para a leitura de trechos bíblicos e o ensino da prática religiosa católica.

13. Fases da Educação

14. Período Pombalino: 1760 a 1808

15. Família Real no Brasil :1808 a 1822

16. Período Imperial: 1822 a 1889

16.1. O objetivo fundamental da educação no Período Imperial era a formação das classes dirigentes.

17. Primeira República: 1889 a 1930

18. Varias Reformas educacionais aconteceram, onde cada estado elaborava a sua de acordo com a necessidade e a realidade local, com o objetivo de reconduzir a educação para novos métodos de ensino.

19. Escola Nova

20. Objetivo: No Brasil, a Escola Nova buscava a modernização, a democratização, a industrialização e urbanização da sociedade. Os educadores que apoiavam suas idéias entendiam que a educação seria a responsável por inserir as pessoas na ordem social.

21. Educação Bancária - Paulo Freire

22. Na Educação Bancária: • A educação é um ato mecânico; • Estimula a ingenuidade, satisfaz aos interesses dos opressores; • Comunicação unilateral (o educador detém todo o conhecimento).

23. Educação Libertadora. A educação libertadora vê o educando como sujeito da História. Vė na comunicação "educador-educando-educador uma relação horizontal. O diálogo é um traço essencial da educação libertadora. Todo esforço de conscientização baseia-se no diálogo, na troco, nos discussões.

23.1. Na educação libertadora: • Diálogo entre o educador e o educando; • Levantamento de problemas, questionamento e reflexão sobre o estado atual das coisas ; • É uma política que pode libertar o homem e a mulher de sua ingnorância social tornan-os capazes de pensar e analisar o mundo.

24. Educação Libertadora

25. Paralelo entre a evolução da educação e o contexto educacional hodierno: