A APROPRIAÇÃO DA ESCRITA COMO UM INSTRUMENTO CULTURAL COMPLEXO

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
A APROPRIAÇÃO DA ESCRITA COMO UM INSTRUMENTO CULTURAL COMPLEXO por Mind Map: A APROPRIAÇÃO  DA ESCRITA COMO UM INSTRUMENTO CULTURAL COMPLEXO

1. EXPRESSAR IDEIAS E SENTIMENTOS

2. só a criança que esta em atividade é capaz de artribuir sentido ao que realiza

3. Ciência da Educação

3.1. PRÁTICAS

3.1.1. MÉTODO ARTIFICIAL

3.1.1.1. Foca apenas no aspecto técnico;

3.1.1.2. Reconhecimento e reprodução de letras através de atividades típicas.

3.1.1.3. modelo ineficaz

3.1.1.3.1. NÃO CONSIDERA NEM CRIA A NECESSIDADE DA ESCRITA

3.1.1.3.2. NÃO EXPRESSA INFORMAÇÃO, IDEIA, OU DESEJO PESSOAL DE COMUNICAÇÃO OU EXPRESSÃO

3.1.2. DESENVOLVIMENTO DA LINGUAGEM

3.1.2.1. Foca na formaçao da linguagem, inteligencia e personalidade do aluno.

3.1.2.2. Através de atividades de expressão.

3.1.2.3. modelo eficaz

3.1.2.3.1. CULTIVA O DESEJO DE EXPRESSÃO

3.1.2.3.2. CUMPRE SUA FUNÇAO SOCIAL

3.2. MELHORIAS

3.2.1. Criar ações que visam estimular e cultivar o desejo de expressão do aluno;

3.2.1.1. expressao oral, o faz de conta, desenho, dança...

3.2.1.2. A vivência de experiências significativas cria necessidades de expressar-se e comunicar-se.

3.2.2. Assegurar que a criança seja sujeito ativo no processo de conhecimento;

3.2.2.1. Quanto maior a presença intelectual da criança na escola, maior a possibilidade de que a tarefa proposta se configure como uma atividade significativa para a criança.

3.2.3. Criar o hábito, entre professor e aluno, de registrar as atividades realizadas, os acontecimentos do dia e a percepção do grupo em relação as experiências vividas;

3.2.3.1. ajudaria na formacao e desenvolvimento do desejo de expressão da criança

3.2.3.2. Assim, a escrita faria sentido e sua aquisição seria uma necessidade da criança, não uma necessidade do professor e dos pais.

3.2.4. Buscar relacionar a linguagem escrita com experiências em aulas alternativas;

3.2.4.1. criará a necessidade não só da leitura como da produção de texto

3.2.4.2. excursões, passeios ao ar livre, filmes...

3.2.4.3. A necessidade de expressão surge a partir do que as crianças vêem, ouvem, vivem, descobrem e aprendem.

4. "A escrita se forma por um sistema de signos que identificam relações pessoais"

4.1. É uma representação de segunda ordem:

4.1.1. REALIDADE

4.1.2. FALA (nexo intermediario)

4.1.3. ESCRITA

4.2. Um leitor, ao ler, busca a realidade e não os sons por trás da palavra escrita

4.2.1. SENTIMENTOS

4.2.2. INFORMAÇÕES

4.2.3. EXPERIÊNCIAS

4.3. Deve ser apresentado como um instrumento cultural complexo;

4.3.1. TEM FUNÇÃO SOCIAL

4.3.2. NÃO PODE SER TRATADO COMO UMA QUESTÃO TÉCNICA!

5. "A apropriação é um processo de dialogo que se estabelece entre a criança e a cultura. Processo esse que, na escola é mediado pela professora e pelas outras crianças"

5.1. Implica em tornar a criança ativa no processo de aprender;

5.1.1. Permite que ela forme uma imagem positiva de si mesma; condição emocional fundamental para aprender qualquer coisa.

5.1.1.1. FORMULAR E EXPRESSAR OPINIÕES

5.1.1.2. PROPOR SOLUÇÕES

5.1.2. Possibilita que ela se sinta parte da escola; sensação essa que é um correlator essencial da disciplina.

5.1.3. Promove sua expressão oral; condição essencial para o desenvolvimento da inteligencia.

5.2. A apropriação só se realizará se a criança puder interpretá-la e expressá-la sob a forma de uma linguagem que torne objetiva sua compreensão;

5.2.1. EXERCÍCIOS DE EXPRESSÃO:

5.2.2. FALA/FAZ DE CONTA

5.2.3. DESENHO/ESCULTURA

5.2.4. DANÇA