Boas práticas laboratórial

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Boas práticas laboratórial por Mind Map: Boas práticas laboratórial

1. Cuidados pessoas em laboratório

1.1. manter as unhas sempre aparadas, de preferência sem esmalte, no caso de trabalhadores que atuam em laboratórios clínicos;

1.2. lavar as mãos constantemente com sabão neutro antes e após todo e qualquer procedimento;

1.2.1. culos de proteção e protetor facial : Protege os olhos e o rosto contra gotas, impacto, borrifo, salpicos e radiação ultravioleta.

1.3. Higienização e limpeza adequada do ambiente

1.4. utilizar sempre avental ou jaleco de algodão grosso

1.5. utilizar protetores faciais e/ou oculares (óculos se segurança) 

2. Segurança com os procedimentos

2.1. utilizar pera para o processo de pipetagem.

2.2. afixar em local de fácil visualização as instruções básicas de BPLs, bem como a maneira correta de proceder em casos de acidentes

2.3. manter desobstruídos os equipamentos de proteção coletiva essenciais ao ambiente de laboratório, como lava-olhos, por exemplo (ZOCHIO, 2009)

2.4. manipular substâncias químicas sempre dentro da capela, evitando a inalação de vapores

2.5. evitar a formação de aerossóis ou a dispersão de material particulado no ambiente

2.6. evitar a ingestão ou inalação de qualquer composto no ambiente do laboratório

3. Equipamentos de Proteção Individual - EPI

3.1. Jaleco: Fornece uma barreira de proteção e reduz a possibilidade de contaminação por microorganismos.

3.2. Luvas

3.2.1. Látex: para procedimentos em geral

3.2.2. cloreto de viníla (PVC) e látex nitrílico: para produtos químicos, principalmente ácidos, cáusticos e solventes.

3.2.3. fio de kevlar tricotado: para manuseio de materiais em temperaturas até 250ºC.

3.2.4. térmicas de nylon: para manuseio de materiais em temperaturas ultrabaixas

3.2.5. borracha: para serviços gerais de limpeza e descontaminação.

3.3. Touca : Protege o cabelo do contato com materiais infectantes e produtos químicos

4. DESCONTAMINAÇÃO

4.1. Limpeza: é o processo de remoção de partículas ou material orgânico

4.2. Desinfecção: é o processo que visa eliminar todos os microorganismos, exceto os esporos

4.3. Esterilização: é o processo que garante a eliminação de qualquer forma de vida. Esta destruição pode ser feita através de métodos físico e/ou químicos.

4.3.1. por calor úmido: autoclavagem

4.3.2. por calor seco: aquecimento em forno estufa ou Forno de Pauster

4.3.3. Por filtração: filtros com membranas de 0,2 µ para produtos líquidos que se alteram com o calor. Exemplos: plasma, soro e ar atmosférico (filtro HEPA)

4.3.4. por agentes químicos: utilizado em materiais que não suportam os processos com altas temperaturas. Um dos agentes utilizados é o óxido de etileno