Sono X Amamentação

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Sono X Amamentação por Mind Map: Sono X Amamentação

1. Comportamento do sono

1.1. Necessitam de acordar para comer.

1.2. 50% do sono REM: atividade cerebral está sempre ativa, em sono "leve".

1.3. Vai reduzindo e próximo dos 2 anos: 25% sono REM.

1.4. Depois de 3 meses: sono com características mais regulares. Inicia com ciclos de sono N-REM, sono mais profundo, que antes iniciava com REM. Sono noturno mais longo.

1.5. Até os 6 anos, quando passam a não ter necessidades de sonecas durante o dia, conseguindo ficar despertos por até 13 horas.

1.6. AM: melatonina auxilia no sono

1.7. 4 ao 6 mês: estabilização do sono noturno. Diminuição dos despertares. Fixação de 2 a 3 sonecas por dia.

1.8. 9 a 12 meses: 1 a 2 sonecas. Geralmente 1 despertar noturno.

2. Comportamento das mamadas

2.1. Maior frequência de mamadas ao fim do dia

2.2. Menor frequência de mamadas durante a manhã

2.3. Primeiras 6 semanas: 8 a 12 mamadas/dia, no mínimo, especialmente fim do dia

2.4. Surtos de crescimento

2.4.1. ▪ 2 a 3 semanas ▪ 6 semanas ▪ 3 meses

2.5. Depois de 3 meses o bebê só mama o que ele quer

3. Higiene do Sono

3.1. Limpeza dos estímulos que possam impactar em um bom comportamento do sono

3.1.1. Controle da luminosidade

3.1.1.1. Cuidado com a luz de equipamentos eletrônicos.

3.1.1.2. Luz indireta da cor vermelha (única que não inibe o sono).

3.1.2. Controle dos ruídos externos

3.1.2.1. Ruído branco contínuo e uniforme (bloqueio sons que variam de int. e freq).

3.1.2.1.1. Não chore meu bebê.

3.1.2.1.2. Sound Sleeper.

3.1.2.1.3. Não há contraindicações!

3.1.2.1.4. Cuidado com o volume, distância do bebê e luz direta no bebê.

3.1.2.1.5. Barulho de casa, não ajuda a reconhecer dia da noite.

3.1.3. Controle da temperatura e ambiente

3.1.3.1. Temperatura inadequada interrompe ou até impede do bebê entrar no sono.

3.1.3.2. Fralda molhada: estímulo negativo.

3.1.3.3. Entre 24 a 25º.

3.1.3.4. Umidificador é importante.

4. O que prejudica o sono do bebê?

4.1. Orgânicos

4.1.1. RGE

4.2. Externos

4.2.1. Ruídos

4.2.2. Luminosidade

4.2.3. Temperatura

4.2.4. Umidade do quarto

4.2.5. Fralda molhada

4.2.6. Obstrução nasal

4.3. Adormecer para colocar no berço

4.3.1. Sono leve, desperta!

4.3.1.1. Berço tem espinho!

5. Como ajudar o bebê a dormir melhor?

5.1. Não interferir rápido demais

5.1.1. Observa antes de pegar no colo! Na transição dono sono, posso estimular sem querer!

5.1.2. Atenção ao comportamento do bebê.

5.1.3. Atender de forma adequada as necessidades do bebê (construção do apego seguro).

5.1.3.1. Relação de segurança!

5.1.3.2. Regulação emocional!

5.1.4. Se respondo de forma automática - pouco efetivo a atender suas necessidades - IMPORTÂNCIA DA OBSERVAÇÃO com acolhimento para interpretar e CONHECER seu filho.

6. Rotina

6.1. Não é engessar é ter certa previsibilidade.

6.2. Deixa o bebê mais seguro e tranquilo.

6.3. Sequência de ações!

7. Considerações

7.1. O comportamento do bebê não permite que as mães descansem + Puerpério = Montanha Russa

7.2. Alinhar expectativas e o comportamento real do sono do bebê.

7.3. Dormir bem é a base para a saúde e desenvolvimento do bb e para recuperação física e emocional da mãe.

7.4. Necessidade fisiológica!

7.5. Privação: compromete capacidade cognitiva e motora.

7.6. Tripé do Desenvolvimento Infantil

7.6.1. Afeto

7.6.2. Nutrição

7.6.3. Sono

8. Janela de Sono

8.1. Tempo que o bebê consegue ficar acordado.

8.2. A redução/extensão é prejudicial!

8.2.1. Reduzida: não sentir sono.

8.2.2. Prolongada: cortisol: hormônio do stress

8.3. Observe os sinais de sono

8.3.1. Olhar parado.

8.3.2. Coçar os olhos, chorar... sinais tardios.

8.4. Sono muito longo, sono noturno é afetado. Trocar dia pela noite!

8.4.1. Sonecas diurnas com mais de 2:30 pode impactar no sono noturno.

8.4.2. Sono noturno esperado: 2 a 3 horas seguidas.

8.4.3. Alimentação será compensada na madrugada.