Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Uberização por Mind Map: Uberização

1. Elite: Engloba todos os indivíduos que, mercê de qualidades dons naturais ou por meio de seu trabalho de atuação, se destacam dos demais, obtendo um sucesso superior à maioria dos outros e possuindo poder, riqueza e prestígio.

1.1. Tipos de Elite

1.1.1. Elites Tradicionais: Possuem autoridade ou influência decorrente de idéias, crenças ou estruturas sociais, baseadas no passado e reforçadas pela tradição.

1.1.2. Elites Tecnocráticas: Detêm a autoridade racional, legal ou burocrática. Sua escolha, nomeação ou eleição baseia-se na competência, determinada através de provas, concursos, experiência ou resultados escolares.

1.1.3. Elites Carismáticas: São portadores de dons específicos (do corpo ou do espírito) considerados sobrenaturais e extraordinários capazes de suprir as necessidades do grupo.

1.1.4. Elites de Propriedade: Sua autoridade ou poder decorre da posse de capitais ou de bens, em virtude dos quais podem exercer pressões sobre as elites tecnocráticas ou tradicionais.

1.1.5. Elites Ideológicas: São formadas por pessoas que concebem uma ideologia, que a difundem ou representam. Constituem a elite do poder, se a ideologia que representam é a oficial.

1.1.6. Elites Simbólicas: Quase todas as elites possuem um caráter simbólico à medida que representam uma causa, valores, ideais, modos de viver, qualidades ou virtudes. Entretanto existem indivíduos ou grupos cuja função é, mais do que tudo, simbólica.

2. Estratificação Social

3. Classes Sociais:

3.1. Para Marx: As classes não são constituídas de agregados de indivíduos, mas são definidas estruturalmente: as classes são efeito da estrutura.

3.2. Para Lênin: As classes são grupos de pessoas onde uma se pode apropriar do trabalho de outra, devido aos lugares diferentes que ocupam num sistema definido de economia social.

4. Tipos de Estratificação:

4.1. Econômica – Baseada na posse de bens materiais

4.2. Política– baseada na situação de poder de mando

4.3. Profissional – baseada na importância atribuída a determinadas profissões

5. Flexibilização do Trabalho: Mudanças contemporâneas do processo de trabalho ligadas à relação entre Estado, capital e trabalho.

5.1. E-marketplace: O mercado de trabalho em geral agora é permeado por um espaço virtual de compra e venda de trabalho.

5.2. Startup: É um grupo de pessoas à procura de um modelo de negócios repetível e escalável, trabalhando em condições de extrema incerteza.

5.3. Crowdsourcing: Trata-se de uma nova fonte de terceirizações, Navegando na celebração da economia compartilhada, o autor em realidade desvendava a enorme transferência de trabalho das empresas para os usuários navegantes do ciberespaço.

5.4. Gig Economy: é feita de serviços remunerados, que mal têm a forma trabalho, que contam com o engajamento do trabalhador-usuário, com seu próprio gerenciamento e definição de suas estratégias pessoais

6. Terceirizações: O processo pelo qual uma instituição contrata outra empresa para prestar um determinado serviço.

6.1. Empresas-aplicativo: Desenvolvem mecanismos de transferência de riscos e custos não mais para outras empresas a elas subordinadas, mas para uma multidão de trabalhadores autônomos engajados e disponíveis para o trabalho.

6.2. Nano Empresário: Um pequeno empresário.

6.3. Trabalhador-Perfil e Consumidores-Vigilante: Os trabalhadores-perfil são trabalhadores autônomos que utilizam as empresas-aplicativo como meio de se comunicar com o consumidor-vigilante, que compartilha sua experiência com outros consumidores.

7. Massa: A massa é uma coleção abstrata de indivíduos, recebendo impressões e opiniões já formadas, veiculadas pelos meios de comunicação de massa.

7.1. Mobilidade Social: Capacidade de transitar por diferentes espaços sociais.