Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
FILOSOFIA por Mind Map: FILOSOFIA

1. FELICIDADE: o bem que todos desejam

1.1. ★ Experiência Filosófica

1.1.1. 1. Estranhamento ou deslocamento: Trata-se do primeiro passo da experiência filosófica. Quando uma pessoa vive uma circunstância de deslocamento ou estranhamento e experimenta uma quebra ou interrupção no fluir normal de sua vida. Então, para pensar ou observar algo que antes não via,ou que vivia de forma automática.

1.1.2. 2. Questionamento ou indagação: Trata-se do segundo passo da experiência filosófica. Após viver o estranhamento, a pessoa inicia um processo de questionamento ( interno e externo) sobre o tema que lhe chamou a atenção.

1.1.3. 3.

1.1.3.1. Resposta filosófica: Trata-se do terceiro e último passo da experiência filosófica. Após uma reflexão serena e profunda, a resposta a ser elaborada deverá construir um discurso, isto é, a enunciação de um raciocínio, no qual as ideias deverão estar ordenadas de maneiras lógicas no sentido de expressar um entendimento sobre o problema e, na medida do possível, encontrar uma “ solução” para ele.

2. FELICIDADE E SABEDORIA

2.1. ★ A relação entre felicidade e filosofia: Essa relação existe desde o nascimento da atividade filosófica na Antiguidade grega, há mais de 25 séculos.

2.2. a palavra filosofia é formada pelos termo gregos philos, “ amigo”, “ amante”, e sophia, “ sabedoria”. Portanto, filosofia quer dizer “ amor à sabedoria”.

2.3. E sabedoria, para os gregos, não era apenas um grande saber teórico, mas principalmente prático, tendo em vista que buscava atender ao que consideravam o objetivo supremo da vida humana: a felicidade.

3. SOCRÁTES

3.1. ★ Sócrates -(470 a.C.-399 a.C.) foi um filósofo grego, mesmo não sendo o primeiro filósofo da história, é reconhecido como o "pai da filosofia" por representar o grande marco da filosofia ocidental.

3.2. Da sua infância pouco se sabe para além de sua origem pobre. Ele era filho de um escultor, Sofronisco, e uma parteira, Fenarete, da qual Sócrates pegaria a ideia do parto para sua forma de fazer filosofia. Costumava ficar horas mergulhado em seus pensamentos. Quando não estava meditando solitário, conversava com seus discípulos, procurando ajudá-los na busca da verdade.

3.3. Sócrates não deixou obra escrita, achava mais eficiente o intercâmbio de ideias, mediante perguntas e respostas entre duas pessoas e acreditava que a escrita enrijecia o pensamento. São quatro as fontes básicas para o conhecimento de Sócrates: o filósofo Platão, seu discípulo, em cujos Diálogos o mestre figura sempre como personagem central.