Segunda geração do Romantismo no Brasil

I have made this Character Chart for anyone in need for one. I find it very useful to see everything about my character, even if I won't write everything in my chart.

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Segunda geração do Romantismo no Brasil por Mind Map: Segunda geração do Romantismo no Brasil

1. Origem no Brasil

1.1. de 1853 a 1869;

1.2. No Brasil, tem como marco inicial a publicação da obra Poesia (1853), de Álvares de Azevedo

1.3. Denominada “Ultrarromântica” ou a Geração “Mal do Século”

2. Principais Autores

2.1. Álvares de Azevedo (1831-1852)

2.2. Casimiro de Abreu (1837-1860)

2.3. Fagundes Varela (1841-1875)

2.4. Junqueira Freire (1832-1855)

2.5. Pedro Luziense (1837-1874)

2.6. Laurindo Rabelo (1826-1864)

3. Origem em Portugal

3.1. de 1840 a 1860;

3.2. os principais autores desse período são Camilo Castelo Branco (1825-1890) e Soares de Passos (1826-1860);

3.3. O principal autor dessa tendência é o romancista Camilo Castelo Branco, autor de estilo passional e pitoresco.

4. Principais Características

4.1. Egocentrismo: Nas obras ultrarromânticas, é notável um claro enfoque no sujeito em detrimento do mundo.

4.2. Sentimentalismo exagerado: A idealização amorosa e a projeção de uma mulher perfeita são comuns nas obras da segunda geração romântica.

4.3. Forte tom depressivo: A depressão – ou “mal do século”, como era chamada – era claramente perceptível no discurso presente nas prosas e poemas ultrarromânticos.

4.4. Tendência a fugas da realidade: Diante de um presente desastroso, marcado pela solidão e pela desilusão amorosa, as personagens e sujeitos líricos da segunda geração romântica apresentavam discursos em que exaltavam o desejo de fugir da realidade.

4.5. Melancolia também são muito presente nos poemas da szegunda geração.

5. Obras maios famosas

5.1. Macário (1852), de Álvares de Azevedo;

5.2. Lira dos Vinte Anos (1853), de Álvares de Azevedo;

5.3. Trovas (1853), de Laurindo Rabelo;

5.4. Noite na Taverna (1855), de Álvares de Azevedo;

5.5. Inspirações do Claustro (1855), de Junqueira Freire.

5.6. Contradições Poéticas (1855), de Junqueira Freire.

6. Influências

6.1. A segunda geração do Romantismo brasileiro é denominada ultrarromântica ou byroniana. Fortemente influenciada por autores europeus como Goethe e Byron, os escritores desse grupo produziram obras com certo tom pessimista e depressivo.