Efeitos da pandemia na saúde mental e no sono da população adulta brasileira .

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Efeitos da pandemia na saúde mental e no sono da população adulta brasileira . por Mind Map: Efeitos da pandemia na saúde mental e no sono da população adulta brasileira .

1. (IC95% 39,0;41,8) se sentiram frequentemente tristes ou deprimidos, e 52,6% (IC95% 51,2;54,1) frequentemente ansiosos ou nervosos;

2. OBJETIVO DA PESQUISA

2.1. Analisar a frequência de tristeza, nervosismo e alterações do sono durante a pandemia de COVID-19 no Brasil, identificando os segmentos demográficos mais afetados.

3. MÉTODOS

3.1. Estudo transversal, com questionário aplicado via web a adultos e idosos, coletando informações sobre condições de vida, saúde e comportamento. Foram estimadas prevalências e razões de prevalências ajustadas por idade e sexo.

4. RESULTADO

4.1. De 45.161 brasileiros respondentes, verificou-se que, durante a pandemia,

4.2. 43,5% (IC95% 41,8;45,3) relataram início de problemas de sono, e 48,0% (IC95% 45,6;50,5) problema de:

4.3. sono preexistente agravado. Tristeza, nervosismo frequentes e alterações do sono estiveram mais presentes entre adultos jovens, mulheres e pessoas com antecedente de depressão.

5. CONCLUSÃO

5.1. As elevadas prevalências encontradas indicam a necessidade de garantir a provisão de serviços de atenção à saúde mental e à qualidade do sono, adaptados ao contexto pandêmico.