5 HORMONIOS VEGETAIS

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
5 HORMONIOS VEGETAIS por Mind Map: 5 HORMONIOS VEGETAIS

1. ETILENO

2. GIBERILINA

3. AUXINA

4. CITOCININA

5. ÁCIDO ABSCÍSICO

6. Foi um dos primeiros hormônios a serem estudados. Promove o crescimento pelo alongamento celular. É produzida nas extremidades do caule, folhas jovens e em sementes em desenvolvimento. Plantas estimuladas com auxina apresentam forte dominância apical, com poucos ramos laterais e desenvolvimento de frutos sem sementes.

7. Hormônio vegetal que é produzido por folhas e tecidos jovens do caule, nas sementes em germinação, nos frutos e, semelhantemente à auxina, também atua no crescimento da planta.

8. Esse fitormônio também está presente no processo de germinação das sementes ao estimular a degradação das substâncias nutritivas presentes no endosperma ou cotilédone.

9. Esse fitormônio também está presente no processo de germinação das sementes ao estimular a degradação das substâncias nutritivas presentes no endosperma ou cotilédone.

10. Darwin foi um dos estudiosos que observou a ação da auxina, em 1881. Durante seu experimento, comprovou que o ápice do caule tende a crescer em direção à luz. Mais tarde, em 1919, Páal acrescentou que quando uma planta é iluminada apenas de um lado, as auxinas migram para o lado menos iluminado promovendo seu crescimento, originando a curvatura observada por Darwin.Darwin foi um dos estudiosos que observou a ação da auxina, em 1881. Durante seu experimento, comprovou que o ápice do caule tende a crescer em direção à luz. Mais tarde, em 1919, Páal acrescentou que quando uma planta é iluminada apenas de um lado, as auxinas migram para o lado menos iluminado promovendo seu crescimento, originando a curvatura observada por Darwin.

11. O etileno, um hormônio vegetal (fitormônio) gasoso e incolor, é produzido por diversos órgãos vegetais e distribuído pela planta por difusão a partir do local onde é produzido. Pode ser produzido como resposta a fatores de estresse, como a seca, bem como durante o amadurecimento de frutos.

12. Ação interessante deste fitormônio se refere à capacidade de promover a retenção de substâncias, como aminoácidos, dentro das células, contribuindo, assim, para retardar seu envelhecimento. É muito utilizado em floriculturas e no transporte de hortaliças.

13. Hormônio que se caracteriza por atuar em regiões onde ocorre intensa divisão celular. É abundante em sementes em germinação, frutos e folhas em desenvolvimento e nas extremidades das raízes. Assim, atua como regulador do crescimento vegetal, normalizando seu desenvolvimento.

14. Hormônio produzido principalmente nas folhas, na extremidade da raiz e caule. Tem uma ação bastante diferente dos outros hormônios anteriores, uma vez que inibe o crescimento da planta ao promover a dormência das gemas e das sementes

15. A maior produção está associada a períodos em que a planta sofre com a falta de água, podendo ser inverno ou seca.