Telereabilitação

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Telereabilitação por Mind Map: Telereabilitação

1. Entrega remota de reabilitação física

1.1. Serviços

1.1.1. Avaliação

1.1.1.1. Funcional

1.1.1.2. Física

1.1.2. Monitoramento

1.1.3. Intervenção

1.1.4. Consulta

1.2. Realização

1.2.1. Equipamento com câmera e microfone

1.2.2. Boa conexão

1.2.3. Privacidade

1.2.4. Segurança de dados

2. Comunicação

2.1. Implicações

2.2. Base

2.2.1. Estar atento ao paciente

2.3. Feita por video

3. Inicio

3.1. Australia

3.1.1. Áreas remotas com demanda

3.1.1.1. Serviço de saúde de qualidade

3.2. Brasil

3.2.1. Áreas remotas com demanda

4. Neorehab

4.1. Envio de videos de instrução ao paciente

4.2. Goniômetro digital

4.2.1. Avaliação da amplitude de movimento

4.3. Gravação de consultas

4.3.1. Autocrítica

4.3.2. Correção do paciete

5. Comparativo

5.1. Resultados próximos entre presencial e telereabilitação

5.1.1. Não chega a ser superior

6. Telemedicina

6.1. 1970

7. Trevor Russel

7.1. 2004

8. Evidências

8.1. Tecnologia

8.2. Capacidade de diagnósticos

8.2.1. QUADAS

8.2.1.1. Qualidade do diagnóstico

8.2.2. Confiabilidade

8.2.2.1. Intra e entre avaliador

8.2.3. Acuracia

8.2.3.1. Medida de desempenho do teste

8.3. Eficácia

8.4. Custo benefício

9. Protocolo clínico

10. Mensuração de riscos

11. Paciente

11.1. Idade

11.2. Preferência

11.3. Cognição

11.4. Familiaridade com tecnologia

11.5. Privacidade e segurança

12. Estudos de confiabilidade dos diagnóstico

12.1. Sobre intervenção (RCT)

12.1.1. Prospectivo

12.1.2. Teste

12.1.3. Placebo

12.1.4. Cegamento

12.1.5. Follow Up

13. Planos de saúde

13.1. Empresas oferecendo para funcionários

13.2. Importância