consumo x consumismo

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
consumo x consumismo por Mind Map: consumo x consumismo

1. No consumo, o ato de compra está ligado à necessidade, à sobrevivência, coisas indispensáveis à vida e ao bem-estar, como por exemplo: água, comida, energia.

2. o consumismo rompe essa relação de necessidade, o indivíduo está adquirindo algo que não precisa, por conta própria. É a ação de comprar excessivamente e sem necessidade, sendo motivada por impulso ou desejo de comprar. Esse é considerado um comportamento destrutivo que impacta em diversos aspectos da vida cotidiana.

3. O consumismo também causa consequências à sociedade, já que contribui para o processo de degradação das relações sociais. ... Além disso, o consumista sofre processos de alienação e oneomania (que é um distúrbio caracterizado pela compulsão de gastar dinheiro). Tudo isso gera emissão de gases poluentes, degradação e devastação ambiental, poluição geral e, consequentemente, a destruição de ecossistemas.

4. Tipos de consumo Consumo essencial e supérfluo. Consumo individual e coletivo. Consumo privado e público. Consumo final e intermédio. Consumo sustentável.

5. As disparidades no consumo é resultado direto do estabelecimento de diferenças sociais, ou seja, uma pequena parcela da população tem acesso a grandes rendimentos financeiros, e assim pode adquirir tudo aquilo que o mercado oferece, geralmente essa classe social vive em altos padrões de consumo.

6. Historicamente, a mudança nos padrões de consumo pode ser verificada por meio de uma análise sobre o papel do indivíduo em seu meio, de forma que o amadurecimento da consciência possibilita discernir que o poder está nas mãos do homem comum; e o indivíduo, na posição de cidadão, toma para si tal poder, tornando-se consciente e responsável no exercício de seus papéis.

7. O que leva as pessoas ao consumo? O consumismo é uma compulsão caracterizada pela busca incessante de objetos novos sem que haja necessidade dos mesmos. ... O consumismo é fortemente induzido pelo marketing que consegue atingir a fragilidade íntima das pessoas e este é um dos motivos pelos quais o sexo feminino é mais propenso à compulsão.