"A Cidade de Deus" de Santo Agostinho

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
"A Cidade de Deus" de Santo Agostinho por Mind Map: "A Cidade de Deus" de Santo Agostinho

1. A obra de Santo Agostinho descreve um mundo que está dividido entre o terreno e o espiritual, a obra revela os paradoxos mais tradicionais da História e aborda assuntos complexo como a origem do bem e do mal e também do direito.

2. A obra em seu título original é "Dei Civitate Dei" traduzindo para "A Cidade de Deus"

3. O filósofo Santo Agostinho defendia que o livre arbítrio foi dado ao homem, contanto que utilizasse de acordo com a ética da responsabilidade, ou seja, caso o homem usasse sua liberdade para pecar, receberia a punição divina e isso comprovaria sua insuficiência moral.

4. A tese de Agostinho apresenta a história do mundo como a guerra universal entre Deus e o Mal. Tal embate metafísico não se limita ao tempo, mas apenas pela geografia na Terra.

5. É concluído que, na visão do filósofo, ao tentar-se resolver o antigo paradoxo da onipotência e da suprema benevolência de Deus sobre o mal, ele afirma que Deus é o supremo bem e o único caminho possível para o bem. Contudo, há a possibilidade deixada pelo livre arbítrio de que o homem afaste-se do bem e vá em direção ao mal. Portanto, Deus seria o bem e a distância de Deus seria o mal, o caminho oposto à iluminação divina.

6. EXEMPLO: Um exemplo de um evento histórico que ficou e ficará marcado na história do mundo para sempre, são os Ataques de 11 de setembro de 2001 que foi quando um grupo terrorista fundado por Osama bin Laden sequestrou e lançou dois aviões contra as Torres Gêmeas do WTC e um contra o Pentágono, em Washington. Mais de 2.000 pessoas foram mortas como consequências das escolhas ruins de outras.