TERCEIRA FASE DO MODERNISMO (Pós Modernismo)

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
TERCEIRA FASE DO MODERNISMO (Pós Modernismo) por Mind Map: TERCEIRA FASE DO MODERNISMO (Pós Modernismo)

1. Características

1.1. Passadismo e retorno ao passado;

1.2. Temática social e humana;

1.3. Simbolismo;

1.4. Linguagem objetiva;

1.5. Regionalismo universal;

1.6. Retorno à forma poética;

1.7. Oposição à liberdade formal.

2. Contexto histórico

2.1. Movimento surgiu após o Modernismo e a Segunda Guerra Mundial (1939-1945);

2.2. O mundo passava pela 3º Revolução Industrial com diversas mudanças tecnológicas e sociais;

2.3. Máquinas foram substituindo aos poucos o trabalho humano;

2.4. A modernidade aumentou a desigualdade social e a destruição do meio ambiente.

3. autores e suas obras

3.1. João Cabral de Melo Neto (1920-1999) obra "Pedra do Sono"(1942); "O Engenheiro"(1945) e "Morte e Vida Severina" (1955).

3.2. Clarice Lispector (1920-1977) "Perto do Coração Selvagem"(1947), "A Cidade Sitiada"(1949), "A Paixão Segundo GH"(1964), "A Hora da Estrela"(1977).

3.3. João Guimarães Rosa (1908-1967); "Sagarana"(1946), "Corpo de Baile"(1956), "Primeiras Estórias"(1962).

3.4. Ariano Suassuna(1927-2014); "Os homens de barro"(1949), "Auto de João da Cruz"(1950), "O Rico Avarento"(1954) e o "Auto da Compadecida"(1955).

3.5. Lygia Fagundes Telles(1923-) sua obra: "Ciranda de Pedra"(1954), "Antes do Baile Verde"(1970), "Verão no Aquário"(1964), "As Meninas"(1973).

4. Lygia Fagundes Telles

4.1. Sobre: Também conhecida como "a dama da literatura brasileira" e "a maior escritora brasileira viva", é uma escritora brasileira, considerada por acadêmicos, críticos e leitores uma das mais importantes e notáveis escritoras brasileiras do século XX e da história da literatura brasileira.

4.2. Estilo de escrita e influências: Além de abordar intensamente a temática feminina, Lygia abriu espaço em sua obra para temas como a vida nas grandes cidades, assim como os problemas sociais e outros temas polêmicos, como drogas, adultério e o amor.

4.3. Linguagem: As variações linguísticas são a representação das personagens retratadas de acordo com seu nível social e com a situação da comunicação. Outros dois traços marcantes na literatura de Lygia são a ambiguidade e a ironia, presentes em Ciranda de Pedra (1954), Antes do Baile Verde (1970) e As Meninas (1973), nas quais a escritora estabelece conflitos internos do homem vivendo em sociedade.

4.4. Lista de obras: A obra lygiana constitui-se de quatro romances, 20 livros de contos, algumas crônicas, participações em antologias e coletâneas. Com publicações de sucesso no exterior, teve seus livros lançados em diversos países, com obras adaptadas para a televisão, teatro e cinema. Numa publicação, o Huffpost Brasil listou os livros: As Meninas, Ciranda de Pedra, Verão no Aquário, Antes do Baile Verde e A Disciplina do Amor como as obras que mostram que Lygia é um ícone literário.