As Reformas Religiosas na Europa Moderna: notas para um debate historiográfico

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
As Reformas Religiosas na Europa Moderna: notas para um debate historiográfico por Mind Map: As Reformas Religiosas na Europa Moderna: notas para um debate historiográfico

1. OBJETIVO DO TEXTO - A partir da análise da produção historiográfica dissertar a respeito das reformas Religiosas no início da Europa moderna

2. FOME DE DEUS

2.1. Reformas religiosas

2.1.1. Aspectos culturais

2.1.2. Econômicos

2.1.3. De poder

2.2. transformações significativas para analisar as questões do século XVI

2.2.1. século XX

2.2.1.1. Délio Cantimori

2.2.1.1.1. Reflexões a cerca dos problemas de periodização do renascimento

2.2.1.1.2. Humanismo e reforma

2.2.1.2. Lucien Febve

2.2.1.2.1. História da espiritualidade abrangente

2.2.1.2.2. Problemas e conjuntos

2.2.1.2.3. Sucesso da reforma

2.2.1.2.4. Reforma

2.2.1.2.5. Jean Dumeau

2.2.1.3. Humbert Jedin

2.2.1.3.1. Contemplando também o período da pré-reforma,

2.2.1.3.2. Concílio de Trento

2.2.1.3.3. Alberto Tenenti

3. SECULARIZAÇÃO DESENCANTADA

3.1. Hugh Trevor-Roper dialoga com a tese de Max Weber

3.1.1. Ética protestante e o espírito do capitalismo

3.1.1.1. Existência de um vínculo indireto entre calvinismo e capitalismo na Europa ocidental

3.1.1.1.1. Conversão generalizada de empresários “capitalistas” erasmianos para o calvinismo

3.1.2. Pesquisa histórica em contraposição a modelos sociológicos generalizantes

3.1.2.1. Análises economicistas, a relação entre a vida econômica e social e a religião.

3.2. Secularização

3.2.1. Surgiu ao final do século XVI

3.2.1.1. Afirmação de uma jurisdição secular – ou estatal – sobre setores da vida social até então sob domínio da Igreja

3.2.2. Reinhart Koselleck - séc. XVIII

3.2.2.1. Conceito unitário de tempo histórico.

3.2.2.1.1. Progresso como temporalidade cumulativa e irreversível, a representar o moderno processo de secularização

3.2.3. No século XIX

3.2.3.1. Campo politico

3.2.3.2. Sociologia

3.2.4. Max Weber - inicio do séc. XX

3.2.4.1. “Processo de secularização”

3.2.4.1.1. Concepção geral do processo cultural no Ocidente;

3.2.4.1.2. Concepção deste mesmo processo rompeu com as filosofias da História anteriores

3.2.4.1.3. Condições econômicas, científicas e jurídicas

3.2.4.2. aspecto decisivo - prevalência de um modo de agir racional

3.2.4.3. Die Protestantische Ethik un der Geits des Kapitalismus

3.2.4.3.1. Desencantamento do mundo

3.2.4.4. Marramao

3.2.4.4.1. Problema sobre a ampliação de sentidos ocorrida com a palavra

3.2.5. Historicamente

3.2.5.1. Separação entre Igreja e Estado