FUNDAMENTOS EM EVOLUÇÃO

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
FUNDAMENTOS EM EVOLUÇÃO por Mind Map: FUNDAMENTOS EM EVOLUÇÃO

1. Chamamos de fóssil (do latim fossile = extraído da terra) os restos de seres vivos de épocas passadas ou ainda qualquer vestígio deixado por eles: pegadas, túneis (feitos por vermes marinhos), etc

2. O estudo comparado da embriologia de diversos vertebrados mostra a grande semelhança do padrão de desenvolvimento inicial. À medida que o embrião se desenvolve, surgem características individualizantes e as semelhanças diminuem. Quanto mais diferentes são os organismos, menor é a semelhança no desenvolvimento embrionário.

3. Um dos exemplos clássicos utilizados para explicar as ideias de Lamarck é o caso do pescoço das girafas. De acordo com as ideias propostas por Lamarck, o pescoço da girafa tornou-se comprido em decorrência da necessidade de se alcançarem folhas nos ramos mais altos

4. Fixismo

4.1. De acordo com o fixismo, pensamento predominante até o século XVIII, cada espécie teria surgido de maneira independente e permaneceria sempre com as mesmas características

5. Lamarckismo

5.1. O lamarckismo é uma teoria evolutiva proposta por Lamarck e baseia-se em dois princípios básicos: lei do uso e desuso e lei da herança de características adquiridas.

6. Darwinismo

6.1. Darwinismo é o nome dado à teoria evolucionista baseada nas ideias de Charles Darwin. Assim como outras teorias evolucionistas, o darwinismo defende a descendência com modificação, contrapondo, portanto, a ideia fixista de que as espécies são imutáveis. O darwinismo baseia-se em dois pilares: a ancestralidade comum e a seleção natural.

7. EVIDÊNCIAS EVOLUTIVAS

7.1. Para estudar a história evolutiva dos seres vivos, os cientistas fazem uma série de análises anatômicas, embriológicas, fisiológicas e moleculares entre os organismos atuai

8. ÓRGÃOS VESTIGIAIS

8.1. Outra evidência da evolução são os órgãos vestigiais, órgãos atrofiados, que não desempenham mais sua função original. São exemplos o apêndice vermiforme humano e os ossos vestigiais de membros posteriores em algumas baleias e serpentes

9. DADOS MOLECULARES

9.1. Em termos moleculares, quanto maior a diferença na sequência de ácidos nucleicos e nas proteínas de duas espécies, maior a distância evolutiva entre elas. Assim, as semelhanças na sequência dos aminoácidos de uma proteína ou de nucleotídeos do DNA podem indicar o grau de parentesco entre duas espécies

10. EMBRIOLOGIA COMPARADA

11. HOMOLOGIA

11.1. Estruturas homólogas são aquelas que derivam de estruturas já existentes em um ancestral comum exclusivo, podendo ou não estar modificadas para exercer uma mesma função. São exemplos de estruturas homólogas entre si: os ossos dos braços dos seres humanos, dos membros anteriores dos cavalos, das asas dos morcegos e das nadadeiras das baleias

11.2. Eles são homólogos porque derivam dos ossos dos membros anteriores presentes no grupo ancestral que deu origem aos mamíferos. Nesses casos, como essas estruturas não desempenham a mesma função nos organismos mencionados, fala-se em divergência evolutiva

12. FÓSSEIS