Sexualidade na Adolescência

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Sexualidade na Adolescência por Mind Map: Sexualidade na Adolescência

1. Os desafios iniciais

1.1. Primeiras mudanças

1.2. Aparecimento de pelos e novas "imperfeições" na pele

1.3. Mudança na voz

1.4. Aumento dos seios e/ou orgãos genitais

1.5. Os primeiros desejos sexuais aflorados

1.6. A irritação espontânea e/ou isolamento

2. Os sentimentos

2.1. Raiva eminente

2.1.1. A raiva na adolescência é um sentimento comum e muitas vezes abordado como a famigerada "birra", que é uma forma de dizer que a pessoa pratica tal ato por vontade própria e nenhum outro motivo.

2.2. Prazer sexual

2.2.1. Muitas vezes visto como um "tabu", o prazer sexual está presente na vida do ser humano muito antes da adolescência, como pode ser estudado nas áreas da psicologia infantil com grandes nomes como Sigmund Freud, Anna Freud, Erik Erikson e outros. O prazer sexual é pouco abordado atualmente, tanto em casa quanto nas escolas e por estes motivos ele pode se tornar um desejo reprimido, sendo assim um problema maior para se lidar a longo prazo.

2.3. Mudança de humor

2.3.1. A mudança repentina de humor não está sempre ligada a bipolaridade ou ansiedade, mas também é um dos "sintomas" da chegada da adolescência, onde o jovem começa a não entender e nem controlar seus próprios sentimentos, afinal, ele nunca teve que fazer isto antes. Com isto, estas mudanças repentinas de humor são, na maioria das vezes, vistas como erradas e geram julgamentos que posteriormente poderão causar vergonha e outros sentimentos.

2.4. O amor

2.4.1. O amor, mais um sentimento que pode ser visto com olhar de julgamento, é um dos mais aflorados na adolescência, uma vez que a maturidade sexual é atingida os "olhos" do jovem passam a ser para outros aspectos quando se trata de observar outros seres humanos. A capacidade de sentir atração sexual e ver seu corpo reagir quando vê algo ou alguém é uma forma de perceber que há um sentimento aparecendo, e com isto o adolescente descobre o desejo sexual, posteriormente aprendendo a controlar (ou não) e sabendo identificar quais seus gostos, preferencias e como ele prefere lidar com o amor que pode vir a surgir após estas manifestações.

3. A sociedade

3.1. Os padrões impostos pela sociedade não estão presentes somente na adolescência, mas por toda a vida humana, e com isto, a cobrança vem sendo cada vez mais forte e cada vez mais cedo, para que as pessoas se adaptem ao "normal" de maneira rápida e efetiva, mas sem considerar os danos causados pela imposição forçada de uma realidade.

3.1.1. A capacidade de entender aquilo que a sociedade impõe pode não ser a melhor coisa que acontece na adolescência, antes dela tudo que era dito na televisão e nas redes sociais (proibidas para menores de 13 anos mas com sua restrição não respeitada) era ignorado ou visto como "coisa de adulto". Com o perdão da brincadeira, alerta de spoiler, não é coisa de adulto e está presente na vida do ser humano desde que ele nasceu, a diferença é que antes os pais lidavam com as criticas e tentavam se adaptar ao mundo conforme ele era ditado, e ainda irão tentar controlar boa parte da vida dos jovens até certa idade (causando revolta como é visto nos sentimentos)

3.1.2. As cobranças da sociedade são tantas que era possível fazer um mapa mental somente delas, e ele ficaria enorme, e isso é ruim, péssimo pro ser humano que está recém chegando neste cenário novo e hostil, onde não seguir as regras significa que você "está fora". Mas fora do que exatamente? Fora dos grupos sociais formados nas escolas, fora dos grupos de amigos no bairro, fora da roda de conversa com os primos no jantar em família, fora da área de interesse das meninas e meninos da sua idade, fora de tudo que, aos olhos do adolescente, é o mais importante. E de fato é muito importante, e infelizmente a exclusão social por não seguir os padrões acontece, e acontece muito, deixando o adolescente perdido e sozinho, podendo desencadear problemas maiores como ansiedade e depressão.

3.1.3. Por mais que a sexualidade e a vida sexual sejam aspectos totalmente privados e pessoais de qualquer pessoa, a sociedade sempre dará um jeito de dar opiniões e fazer com que o adolescente se sinta atrasado ou deslocado dos padrões corretos - quando na verdade não existe padrão correto e nunca deveria ter existido um padrão, somos seres únicos em organismo, ninguém nunca será igual a um modelo - e com este deslocamento podem surgir complicações, como o jovem que se acha gordo demais e começa a parar de se alimentar na esperança que assim ele emagreça, ou o jovem que não tem o cabelo do jeito que acham bonito e por se tratar de algo biológico e imutável, começa a se odiar e odiar seu corpo, pois nunca irá se encaixar. A vida sexual é constantemente cobrada a partir da entrada na adolescência, você precisa ter beijado alguém até a idade X, ter se tocado a partir da idade X, precisa falar de coisas com conotações sexuais constantemente para provar que você conhece algo que nunca fez, você precisa ter relações sexuais antes da idade X, são inúmeras as cobranças que fazem com que a maturidade sexual seja acelerada, fazendo com que o adolescente se force a fazer coisas que ele deveria fazer quando quisesse ou quando estivesse pronto.