Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
CPC 06 por Mind Map: CPC 06

1. SEUS OBJETIVOS

1.1. O CPC 06, trata do Arrendamento Mercantil, que pode ser comparado com um contrato ou parte de um contrato que transfere o direito de uso de um ativo, esse ativo pode ser utilizado por um período determinado mediante contraprestação, ou seja, o arrendatário precisa pagar para utilizar. Dessa forma, verifica-se que o leasing como também é chamado, é uma operação com características legais próprias, não se constituindo em operação de financiamento.

2. ARTIGO ESCOLHIDO

2.1. CPC 06 (R2): Uma Análise de sua Aplicação e Impacto nas Demonstrações Financeiras da Arrendatária

2.1.1. AUTORES

2.1.1.1. *Ana Carolina Lima Braz de Oliveira *Anderson Nunes Fraga *Mariana Pereira Bonfim

2.1.2. PUBLICADO EM26/09/2018

3. MÉTODOS UTILIZADOS

3.1. Para o estudo e a realização desse artigo foi usado dados hipotéticos da Empresa Alfa, uma companhia que arrenda imóveis para a execução de suas atividades administrativas e comerciais.

4. RESULTADOS

4.1. Entre os resultados obtidos, cabe destacar que o lucro bruto e o lucro operacional aumentam de valor, enquanto os índices de liquidez reduzem e os de endividamento aumentam

5. CONCLUSAO

5.1. É de suma importância que a empresa saiba aplicar o CPC 06 de forma atualizada para não haja dúvidas na hora de efetuar a contabilização. Os profissionais precisam estar atentos e capacitados para desenvolver estratégias capazes de gerir os resultados da empresa para o caminho mais seguro.

6. CONTEXTUALIZAÇAO

6.1. No Brasil, o CPC foi criado em 2005, ele é responsável por analisar e adaptar as IFRS para o idioma. Cada pronunciamento emitido busca abordar os procedimentos contábeis de modo geral, ou se tiver necessidade, terá um segmento de mercado especifico. No Brasil foram emitidos com o nome CPC 06 as Operações de Arrendamento Mercantil, sendo o IAS 17 que foi a primeira versão (R1) e o IFRS 16 foi a segunda versão (R2).