Farmacocinética

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Farmacocinética por Mind Map: Farmacocinética

1. 1- Desintegração: fragmentação da forma farmacêutica em partes menores. 2- Desagregação: redução das partículas menores ainda. 3- Dissolução: o fármaco se solubiliza nos líquidos do trato gastrointestinal. 4- Absorção: passagem de uma substância do seu local de administração para o plasma

1.1. • Farmacoepidemiológico: efeitos do medicamento na população. • Farmacoeconomia: relação custo X efetividade X benefício. • Farmacoterapia: uso dos fármacos no tratamento de doenças. • Absorção: passagem do medicamento do local de administração até a corrente sanguínea. • Concentração: quantidade de fármaco que chega no sangue

2. Primeira etapa (antes de ocorrer a farmacocinética): etapa biofarmaceutica / farmacêutica: ocorre a liberação do fármaco dos excipientes. A forma farmacêutica se desfaz para que ocorra essa liberação.

3. Estudo da disposição sistêmica de um fármaco no corpo, desde o momento que ele é administrado até ser absorvido. Passando pela sua absorção, distribuição, metabolismo e excreção.

3.1. Absorção: quando o medicamento é absorvido pela corrente sanguínea. Temos vários tipos de absorção de medicamentos, entre elas vou citar as 04 mais importantes: 1- Oral 2- sublingual 3- intravenosa e 4- intramuscular.

3.1.1. 1- Via Oral o medicamento primeiro é absorvido na corrente sanguínea para fazer e feito.

3.1.2. 2- Via Sublingual é a forma mais rápida de absorção pelo organismo, comparativamente aos comprimidos ingeridos por via oral.

3.1.3. 3-Via Intravenosa o medicamento não se passa pela absorção, pois ele já está corrente sanguínea e já está sendo metabolizado.

3.1.4. 4- Via Intramuscular são as Injeções intramusculares depositam o medicamento profundamente no tecido muscular.

3.2. Distribuição: é o caminho que o medicamento faz para atravessar a barreira para corrente sanguínea, ele pode estar livre ou ligada as proteínas plasmáticas. Na onde começa a metabolização.

3.3. O Metabolismo ocorre em grande parte no fígado, onde pode acontecer a inativação de uma substância. Além de ativar compostos originalmente inativos, alterando o seu perfil farmacocinético e formando metabólitos ativos.

3.4. A Excreção é a eliminação dos resíduos da medicação do organismo. Os resquícios de medicamentos podem ser eliminados por urina, fezes, saliva, suor, fígado, rins, e outros.

4. O processamento do fármaco depende do seu transporte pelas membranas celulares, que envolve mecanismos e propriedades físico-químicas do fármaco.

5. As Características de um fármaco que influenciam no transporte e nos locais de ação: é o tamanho das características da estrutura molecular, grau de ionização, lipossolubilidade, capacidade de ligação a proteínas séricas e teciduais.

6. A Farmacocinética é uma parte essencial para o estudo da farmacologia, já que ajuda na compreensão da atuação de tais fármacos no organismo.

7. A farmacocinética tem uma grande importância na farmacologia, mostrando as barreiras de cada fármaco que precisa ultrapassar, a garantia de que a biodisponibilidade seja suficiente, informando a metabolização nos principais órgãos e a excreção renal e biliar.

8. Todo medicamento tem uma biodisponibilidade, mas ela pode ser de 0% pois alguns medicamentos não precisam ser absorvidos e isso não quer dizer que eles não fazem efeito.