semiologia obstétrica

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
semiologia obstétrica por Mind Map: semiologia obstétrica

1. modificações e adaptações

1.1. alterações hormonais, alterações enzimáticas, presença do feto e do aumento do volume uterino e dos sistemas dos órgãos do nosso organismo.

2. propeutêdica obstétrica

2.1. anamnese; nome, cor, idade, profissão, passado mórbido familiar e pessoal, hábitos tabagismo, alcoolismo, drogas ilícitas, hábitos saudáveis, data da ultima menstruação,

2.1.1. exame físico; a pesquisa de edema, varizes, icterícia, hidratação, coloração de mucosas, peso e altura, no exame obstétrico, é necessário aferir altura uterina e circunferência abdominal e apresentação fetal e batimentos cárdicos fetais.

2.2. . Exames subsidiários; citologia vaginal e ectocervical, hemograma, tipo e Rh, urina tipo I , alfafetoproteína, parasitológico e fezes, glicemia de jejum, HBsAg e VDRL (trimestralmente), recomenda-se pelo menos dois exames ecográficos, durante a gestação.

3. A bacia, o feto e as relações útero-fetais; o trajeto que estende-se do útero à fenda vulvar. O trajeto é composto pelo trajeto duro (bacia óssea) e trajeto mole (segmento inferior do útero, cérvice, vagina e região vulvoperineal).

3.1. MORFOLOGIA: A bacia pode apresentar diferentes formas. São quatro os tipos fundamentais ginecoide, androide, antropoide e platipleloide.

4. Durante o parto, o feto é o móvel ou objeto que percorre o trajeto, sendo impulsionado pelo motor, que é o útero.

5. Fases clínicas do parto e mecanismo de parto; dilatação, a expulsão e o secundamento.