INFECÇÃO DO TRATO URINÁRIO

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
INFECÇÃO DO TRATO URINÁRIO por Mind Map: INFECÇÃO DO TRATO URINÁRIO

1. Orgãos acometidos

1.1. Sistema urinário

1.1.1. Dois rins, dois ureteres, a bexiga urinária e a uretra.

2. Infecção do trato urinário

2.1. Acomete adultos e crianças

2.1.1. Urologista

2.1.1.1. Homens

2.1.1.2. Mulheres

3. Definição

3.1. Definido pela presença de um agente infeccioso na urina

3.1.1. Porta de entrada

3.1.1.1. Trato urinário

3.1.1.1.1. Uretra(homem)

3.1.1.1.2. Vulva(mulher)

3.1.2. A infecção sobe da uretra para a bexiga e, para os rins, ou ambos.

3.1.3. ITUs são causadas por bactérias,alguns vírus, fungos e parasitas.

4. Classificação

4.1. Itu Alta

4.1.1. Rins

4.1.1.1. Pielonefrite

4.2. Itu Baixa

4.2.1. Beixiga

4.2.1.1. Cistite

5. Diagnóstico

5.1. Exames laboratoriais

5.1.1. Eas

5.1.1.1. Aspectos físicos: cor, densidade e aspecto;

5.1.1.2. Aspectos químicos: pH, nitritos, glicose, proteínas, cetonas, bilirrubinas e urobilinogênio;

5.1.1.3. Elementos anormais: sangue, bactérias, fungos, protozoários, espermatozoides, filamentos de muco, cilindros e cristais.

5.1.2. Urocultura

5.1.2.1. Especificar a bactéria e qual antibiótico ela é sensível

5.1.2.2. Urina de 24 Horas

5.2. Já quando se trata de pielonefrite (infecção/inflamação nos rins),Complementados com: Hemocultura e exames de imagem (Ultrassonografia, Tomografia computadorizada ou Ressonância Magnética). Al

6. Tratamento

6.1. Antibiótico

6.1.1. 7-14 dias

6.2. Controle da febre e dor

6.3. Hidratação

6.4. Ocasionalmente, cirurgia (p. ex., para drenar abscessos, corrigir anomalias estruturais de base ou aliviar a obstrução

6.5. Mulheres com ≥ 3 ITUs

6.5.1. Considerar profilaxia antibiótica contínua ou pós coito

7. Prevenção

7.1. Beber água(2 a 4 litros por dia)

7.2. Evite segurar a urina por muito tempo

7.3. Urinar após as relações sexuais

7.4. Higiene íntima corretamente: ao realizar a limpeza com papel higiênico após as eliminações, (Mulheres)

7.5. Troque o absorvente íntimo com frequência, o ideal é realizar a troca a cada 4 horas e sempre que necessário(Mulheres)

7.6. Dê preferência para roupas com tecido que facilitam a transpiração

7.7. Evite o uso indiscriminado de antibióticos, pois altera a composição natural da microbiota e induz à criação de cepas resistentes

8. Complicações

8.1. ITU sem tratamento

8.1.1. Pode prejudicar gravemente a função renal até o nível da insuficiência renal completa

8.2. Cistite

8.2.1. Não tratada adequadamente

8.2.1.1. Pode evoluir para pielonefrite, grave, podendo levar à sepse e óbito

8.3. Mulheres grávidas

8.3.1. ITU não tratada

8.3.1.1. Risco maior de terem bebês de baixo peso ou prematuros

9. Culturas

9.1. São recomendadas em pacientes cujas características e sintomas sugerem uma infecção do trato urinário complicada ou uma indicação para o tratamento de bacteriúria

9.1.1. Gestantes Mulheres em pós-menopausa Homens Crianças pré-púberes Pacientes com anomalias do trato urinário ou instrumentação recente Pacientes com imunossupressão ou comorbidades significativas Pacientes cujos sintomas sugerem pielonefrite ou sepse Pacientes com infecções do trato urinário recorrentes (≥ 3/anos)

10. Sintomas

10.1. Pode ser assintomático ou sintomático

10.1.1. Disúria

10.1.2. Anúria

10.1.3. Febre

10.1.4. Calafrios

10.1.5. Dor nos flancos

10.1.6. Hematúria

10.1.7. Mal cheiro na urina

10.1.8. Naúseas e vômitos

10.2. Em alguns casos graves pode haver

10.2.1. Desorientação

10.2.2. Alteração do estado de conciência