Interações micro e bio macromoléculas

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Interações micro e bio macromoléculas por Mind Map: Interações micro e bio macromoléculas

1. As interações intermoleculares presentes são as dipolo-induzido, mas não ocorrem o tempo todo, a distribuição de elétrons na eletrosfera dessas moléculas é uniforme

2. O tipo de interação entre os anestésicos e as macromoléculas

2.1. Os anestesicos interagem com macromoléculas da célula que regulam funções básicas como a atividade enzimática, permeabilidade, processos de transporte, características estruturais, função de molde, etc...

3. Como funciona o modelo chave-fechadura

3.1. Segundo o modelo proposto por Emil Fischer, uma enzima e seu substrato são complementares. As enzimas apresentam uma região específica (sítio ativo) onde o substrato se encaixa. De acordo com essa teoria, o substrato é capaz de induzir uma mudança na conformação de uma enzima.

4. O que determina o grau de afinidade e a especificidade da ligação micromolécula-sítio receptor

4.1. O grau de afinidade e a especificidade da ligação micromolécula sítio receptor são determinados por forças intermoleculares: eletrostáticas, de dispersão, hidrofóbicas, ligações de hidrogênio e ligações covalentes

5. É possível haver ligação iônica reforçada por interação de hidrogênio?

5.1. Sim, pois a ligação iônica vai ocorrer entre metais e ametais, logo, contanto que hidrogênio se ligue com um metal teremos uma ligação iônica.

6. As interações predominantes em sistemas apolares.

7. As mais importantes interações não covalentes em sistemas biológicos

7.1. Atrações eletrostáticas (ligações iônicas), ligações de hidrogênio e atrações de van der Waals.

8. A importância da natureza tridimensional das moléculas no reconhecimento molecular ligante-receptor

8.1. a interação entre a biomacromolécula e a micromolécula apresenta natureza tridimensional dinâmica, desta forma, a dimensão molecular do ligante, as distâncias interatômicas e o arranjo espacial entre os grupamentos farmacofóricos constituem aspectos fundamentais na compreensão de diferenças na interação fármaco-receptor.

9. A importância dos isômeros em sistemas biológicos.

9.1. Sao 2 isômeros: a teratogênica ( produz alteração na estrutura ou função da descendência) e a de efeito tranquilizante. A diferença entre isômeros é que ao refletir o elemento em um espelho imaginário, seu reflexo não é igual. Por isso, é importante estudar os efeitos de isomeros em sistemas biológicos, porque como comentado acima, um isomero pode ter o efeito totalmente diferente do outro.