Tempo é dinheiro!

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Tempo é dinheiro! por Mind Map: Tempo é dinheiro!

1. Cena

2. Max Weber

3. A máquina de alimentar: O dono de uma fábrica recebe a visita de um inventor que criou uma máquina para alimentar um funcionário sem fazer com que o funcionário precise usar as mãos para se alimentar. Carlitos é usado como cobaia logo depois de derramar sopa no colo do colega de trabalho na hora do almoço dos operários, para testar essa máquina. No meio do teste a máquina começa ficar cada vez mais rápida e descontrolada, sujando Carlitos de comida no corpo todo.

4. Foi um importante pensador alemão, sociólogo, economista, historiador e considerado ao lado de Karl Marx e Émile Durkheim, um dos fundadores da sociologia. Criador dos principais livros: "A ética protestante e o espírito do capitalismo" e "Economia e sociedade".

5. Caminhos da Racionalidade

6. Algo observado por Max Weber na sociedade daquela época foi o que ele chamou de racionalidade. Ele viu a vida cotidiana das pessoas se tornarem diferentes das tradições delas como relações econômicas, políticas, sociais, religiosas e até mesmo artísticas e foram sendo pensadas de maneira mais racional. Para Weber, o ponto inicial da racionalidade foi a economia. Todo o pensamento sobre quanto custa algo, quanto de lucro você irá obter com algo te faz ter um pensamento mais maduro sobre algo.

7. Conselhos de Benjamin Franklin

8. 1- Temperança: Coma, mas não para ficar obtuso; beba, mas não para alterar-se. 2- Silêncio: Não fale nada, a não ser que possa beneficiar a outros ou a si mesmo; evite conversas frívolas. 3- Ordem: Deixe todas as coisas suas terem seus lugares; deixe que cada parte de seus negócios tenha seu tempo. 4- Resolução: Determine-se a realizar aquilo que é preciso; realize perfeitamente aquilo a que se determinar. 5- Frugalidade: Não assuma despesas, a não ser para fazer o bem aos outros ou a si mesmo; em suma, não desperdice nada. 6- Diligência: não perca tempo; esteja sempre envolvido em algo útil; elimine todas as ações desnecessárias. 7- Sinceridade: Não use de práticas ofensivas; pense inocentemente e de maneira justa; fale de acordo com esse princípios. 8- Justiça: Não condene ninguém com injúrias; ou furtando-se às gentilezas que são de sua obrigação. 9- Moderação: Evite os extremos; tolere as ofensas tanto quanto você acha que elas merecem. 10- Limpeza: Não admita sujeira no corpo, nas roupas ou em casa. 11- Tranquilidade: Não se incomode com insignificâncias ou acidentes corriqueiros e inevitáveis. 12- Castidade: Não ceda aos prazeres da carne, a não ser que de maneira saudável ou para gerar descendentes; nunca com inconsequência, fraqueza ou para prejudicar sua paz ou reputação ou a de outra pessoa. 13- Humildade: Imite Jesus e Sócrates.

9. Máquinas Modernas

10. Existiram as Feiras Mundiais ou Exposições Universais que eram super eventos que aconteciam em diferentes lugares do mundo. Nessas feiras, as nações criavam exposições de tudo aquilo que era considerado criações importantes em suas culturas e seus territórios.

11. O Tempo Mudou?

12. Uma das mudanças mais importantes dsas pessoas nos tempos modernos está ligada a percepção de tempo, pois, como exemplo no periodo pré-fabril o tempo tinha como referencia a natureza, e os processos familiares tinham uma duração delimitada, e isso servia como orientação. (no mundo medieval, um mundo essencialmente rural, quando falava-se um dia de trabalho se referia a trabalhar enquanto durava a luz natural) isso significa que a economia familiar do agricultor tinha um ritmo diferente do de hoje. A cidade foi o espaço que favoreceu a percepção do tempo (por conta da moeda) os relógios de pêndulo foram muito usados depois de 1658 Max Weber diz que as inovações trazem ao mesmo tempo conforto e conflito, por conta da nova forma de organizar a vida.

13. Movimentos de Resistencia

14. Os ingleses quando queriam protestar por conta dos baixos salários, quebravam as maquinas ou as mercadorias. quando falamos de modernidade estamos falando de um conjunto de espaços para criar um jeito de ser e agir, de forma demorada

15. O Protestantismo e o Espirito do Capitalismo

16. Ao ver de Max Weber, a Reforma Protestante ajudou muito a fazer a cabeça dos que a ela aderiram a respeito de como aproveitar o tempo, como se dedicar ao trabalho, como ter disciplina na vida e no emprego. Se o católico dava provas de sua extrema fé recolhendo-se a um mosteiro, o protestante demonstrava a sua sendo um bom trabalhador. Fazer bem o trabalho diário era a forma mais louvável de servir a Deus. O protestantismo teria, assim, facilitado o desenvolvimento de uma atitude adequada ao “espírito” do capitalismo.

17. Reforma Protestante

18. A Reforma Protestante foi um movimento social com orientação religiosa, deflagrado no século XVI. Por meio desse movimento, críticas foram dirigidas à Igreja Católica, especialmente contra a venda de indulgências. Uma das correntes protestantes mais influentes ao longo do século XVI foi o calvinismo, assim chamada por ter-se inspirado nas ideias do teólogo francês João Calvino. Para os calvinistas, a salvação era fruto da predestinação divina. De acordo com essa doutrina, o salvo era um eleito de Deus e o trabalho era uma vocação, ou seja, um chamado que deveria ser respondido pelo fiel com a mesma diligência que a vocação religiosa.

19. O Mundo Desencantado

20. Ao lado das explicações “não humanas”, religiosas, surgiram outras, com forte capacidade de convencimento. Foi como se as pessoas dissessem: “Se quisermos, podemos usar nosso intelecto, nossa razão, para explicar por que as coisas são como são”. Ou ainda, nas palavras de Max Weber: “Não existe, a princípio, nenhum poder misterioso e imprevisível que interfira no curso de nossa vida”. Os tempos modernos, portanto, trouxeram mais esta novidade: separaram o mundo religioso do mundo profano. Até o Renascimento, existia uma correspondência entre o belo, o justo e o verdadeiro, porque esses três elementos eram vistos como inspirados pelo divino e derivados dele.