Psicologia Humanista

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Psicologia Humanista por Mind Map: Psicologia Humanista

1. Carl Rogers Psicoterapia centrada no cliente: Grande quantidade de pesquisas e é amplamente empregada no tratamento de distúrbios emocionais. A experiência em sua abordagem terapêutica a qual possibilitou as formulações sobre estrutura e dinâmica da personalidade.​​

2. Teoria de Carl Rogers sobre a personalidade e o comportamento, umas das preposições são:1. Todo indivíduo vive num mundo de experiências cont'inuamente em mutação, do qual êle é o centro. 2. O organismo reage ao ambiente como êste é por êle percebido ou sentido. 3. O organismo reage, ao seu campo fenomenológico, como um todo organizado. 4. O organismo tem uma tendência hásica que é: realizar-se, manter-se e expandir-se. 5. O comportamento é bàsicamente dirigido a um objetivo que satisfará uma necessidade do organismo, como é percebido no campo ambiental. ça. 6. O comportamento dirigido a um objetivo é acompanhado e em geral facilitado pelas emoções. 7. A posição maia vantajosa para compreender o comportamento é adotando o centro de referência do próprio indivíduo. como os selvagens os percebem. 8. Uma porção do campo perceptual total se diferencia formando o "eu". do vai sendo reconhecida como o "eu". 9. Como resultado da interação com o ambiente e, principamente, como resultado da interação avaliativa dos outros, a estrutura do "eu" é formada. Esta estrutura do "eu" consiste num padrão organizado (fluido, mas consistente) das percepções das características do "eu", juntamente com os valores atribuídos a essas percepções. os valores atribuídos a essas percepções. 10. Os valores atribuidos às experiências e os valores que são

3. Sua visão sobre a situação terapêutica, ou seja, revela a sua concepção da natureza humana.

4. Resposta-reflexo: é uma modalidade de expressão empática – se fundamenta num princípio semelhante, ou seja, o de que apenas o sujeito que vive a situação pode expressar a realidade para si e para os outros

5. Rogers (1977b) reitera o fato que o objetivo do terapeuta centrado na pessoa é o de “participar da experiência imediata do cliente”, ou seja, ao invés de julgar, avaliar, analisar, interrogar, deve-se seguir o caminho natural do próprio cliente, em suas respostas, a partir de seu pensamento, buscando englobar os significados deste, “ao ponto de retomá-lo e lhe dar uma forma equivalente ou, pelo menos, suscetível de ser reconhecida como sua. Por isto a resposta característica da abordagem rogeriana é conhecida pelo nome de ‘reflexo’”

6. Do acolhimento da queixa à compreensão da demanda na terapia centrada no cliente: é uma reflexão teórica sobre o acolhimento da queixa e a compreensão da demanda no processo clínico da terapia centrada no cliente. Buscar entender que queixa como um primeiro momento de contato com o profissional clínico em que o usuário do serviço manifesta conteúdos verbais e subverbais relacionados a um problema, situação ou outro indivíduo que lhe incomoda e gera sofrimento. Principalmente, nota-se que terapia centrada no cliente considera que o seu objeto de estudo e intervenção é a personalidade, entendia como self.