Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Modelos atômicos por Mind Map: Modelos atômicos

1. Átomo

1.1. Teoria de Dalton

1.1.1. A matéria é constituída por partículas muito pequenas e indivisíveis chamadas de átomos e que estes preservariam suas identidades nas transformações químicas.

1.1.1.1. Radioatividade

1.1.1.1.1. Partículas alfa (α): emissões que sofrem pequeno desvio em direção à placa carregada negativamente. Conclusão: são partículas de massa elevada e de carga positiva (2 prótons e 2 nêutrons).

1.1.1.1.2. Partículas beta (β): emissões que sofrem grande desvio em direção à placa carregada positivamente. Conclusão: são partículas de massa muito pequena e de carga negativa.

1.1.1.1.3. Raios gama (γ): emissões que não sofrem desvio em sua trajetória e atravessam a chapa fotográfica. Conclusão: são radiações semelhantes à luz e aos raios X.

1.1.2. Os átomos iguais eram caracterizados pelas respectivas massas e constituiriam um mesmo elemento químico.

1.1.3. Os compostos químicos seriam formados pela união de átomos de diferentes elementos, em proporções numéricas simples e definidas.

1.2. Camada Eletrônica

1.2.1. Números Quânticos

1.2.1.1. Nível energético→ Número quântico principal (n): Esses níveis correspondem às sete camadas (K, L, M, N, O, P e Q) , e varia de 1 a 7. Sempre números inteiros.

1.2.1.1.1. Orbitais

1.2.1.2. Subníveis energéticos → Número quântico secundário ou azimutal (l): assume os valores 0, 1, 2 e 3, mas que é habitualmente designado pelas letras s, p, d, f, respectivamente.

1.3. Rutherford-Bohr

1.3.1. Max Planck

1.3.1.1. Max Planck supôs que cada quantum (fóton) equivalia a uma quantidade definida de energia, proporcional à frequência da radiação.

1.3.1.2. Surgiram, assim, os chamados postulados de Bohr: • os elétrons se movem ao redor do núcleo em um número limitado de órbitas bem definidas, que são denominadas órbitas estacionárias; • movendo-se em uma órbita estacionária, o elétron não emite nem absorve energia; • ao saltar de uma órbita estacionária para outra, o elétron emite ou absorve uma quantidade bem definida de energia, chamada quantum de energia (em latim, o plural de quantum é quanta).

1.4. Íons

1.4.1. Íons simples: são forma dos por átomos de um único elemento químico.

1.4.1.1. Quando um átomo ganha elétrons e fica com excesso de carga negativa, ele se torna um íon negativo, ou seja, um ânion simples.

1.4.1.2. Quando um átomo perde elétrons e fica com falta de carga negativa, ele se torna um íon simples positivo, ou seja, um cátion simples.

1.4.2. Os íons compostos são formados por um grupo de átomos que, juntos, ganharam ou perderam um ou mais elétrons.

1.4.2.1. Quando um grupo de átomos adquire um ou mais elétrons, forma-se um íon composto negativo, ou um ânion composto.

1.4.2.2. Quando um grupo de átomos perde um ou mais elétrons, forma-se um íon composto positivo, ou um cátion composto.

1.5. Indentificação do Átomo

1.5.1. O que se verifica na prática é que a massa do átomo é sempre menor que a soma das massas isoladas das partículas que ele possui. Isso acontece porque, quando prótons e nêutrons se reúnem para formar um núcleo, ocorre uma perda de massa que é transformada em energia. Essa energia é então utilizada para manter juntos os chamados núcleons.

1.5.1.1. Isótopos

1.5.1.1.1. Isótopos: Isótopos são átomos com o mesmo número de prótons (mesmo número atômico) e diferente número de massa. Átomos isótopos possuem o mesmo número de prótons e diferente número de nêutrons.

1.5.1.2. Isóbaros

1.5.1.2.1. Isóbaros: são átomos de diferentes números de prótons (elementos diferentes), mas que possuem o mesmo número de massa (A).

1.5.1.3. Isótonos

1.5.1.3.1. Isótonos: são átomos de diferentes números de prótons (elementos diferentes), diferentes números de massa, porém com mesmo número de nêutrons (N ).

1.5.2. Massa Atômica

1.5.2.1. É obtida pela média ponderada das massas atômicas dos isótopos naturais do elemento.

1.6. Modelo de Rutherford

1.6.1. Os resultados das observações mostravam que:

1.6.2. • o átomo contém imensos espaços vazios;

1.6.3. • no centro do átomo existe um núcleo muito pequeno e denso;

1.6.4. • o núcleo do átomo tem carga positiva, uma vez que as partículas alfa (positivas) foram repelidas ao passar perto do núcleo;

1.6.5. • para equilibrar essa carga positiva, existem elétrons ao redor do núcleo orbitando numa região periférica denominada eletrosfera.

1.6.6. Rutherford elaborou então um modelo de átomo semelhante a um minúsculo sistema planetário, em que os elétrons se distribuíam ao redor do núcleo como planetas em torno do Sol.

1.7. Modelo de Thomson

1.7.1. O átomo é uma esfera de carga elétrica positiva, não maciça, incrustada de elétrons (negativos), de modo que sua carga elétrica total é nula.