Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
FISIOLOGIA CELULAR por Mind Map: FISIOLOGIA CELULAR

1. Eletrofisiologia célular

1.1. A eletrofisiologia consiste no estudo das propriedades elétricas em células e tecidos. Envolve medições de diferenças de potencial eléctrico numa vasta variedade de escalas desde simples proteínas de canais iónicos até órgãos completos, como por exemplo o coração.

1.2. A propriedade do neurônio em gerar corrente elétrica é resultado do estímulo gerado por fatores extracelulares. Os neurônios recebem constantemente estímulos químicos (neurotransmissores), elétricos (diferença da concentração iônica) e mecânicos. Esses estímulos são captados pelas proteínas de membrana.

2. Potencias transmembrana

2.1. O potencial de membrana é a diferença de carga elétrica entre o interior e o exterior de uma célula.

2.1.1. POTENCIAL DE REPOUSO

2.1.1.1. é a diferença de potencial elétrico que as faces internas e externas na membrana de uma célula (excitável) que não está transmitindo impulsos nervosos.

2.1.2. POTENCIAL DE AÇÃO

2.1.2.1. Alteração transitória na diferença de potencial elétrico da membrana de neurônios (e de células musculares) cuja duração e amplitude são fixas.

2.1.2.2. A excitabilidade é causada por movimentos de íons através da membrana citoplasmática

2.1.2.3. As células excitáveis estão em REPOUSO ou em ATIVIDADE (geram e propagam impulsos elétricos denominados de POTENCIAIS DE AÇÃO)

3. Controle do meio interno função fisiologia das membranas

3.1. A membrana plasmática é a principal responsável pelo controle do que sai e do que entra na célula e, assim, manter a homeostasia.

3.1.1. BIOELETROGÊNESE

3.1.1.1. Capacidade de gerar e alterar a diferença de potencial elétrico através da membrana.

3.1.1.1.1. Propriedade exclusiva de algumas células

4. Transporte transmembrana

4.1. Função regulatória do movimento de substâncias entre os lados das membranas.

4.1.1. Tipos de transporte pela membrana.

4.1.1.1. Difusão simples.

4.1.1.1.1. A difusão simples é o processo no qual moléculas e íons são transportados, de forma natural, do local onde estão em maior concentração para o local onde se encontram em menor concentração e sem gasto de energia.

4.1.1.2. Osmose

4.1.1.2.1. é um tipo de transporte passivo, que ocorre a favor de um gradiente de concentração, portanto, sem gasto de energia. Nesse tipo de transporte, a água atravessa a membrana plasmática no sentido do meio menos concentrado (hipotônico) para o meio mais concentrado (hipertônico).

4.1.1.3. Difusão facilitada

4.1.1.3.1. facilitada é um tipo de transporte passivo, sem gasto de energia, que conta com a ajuda de uma proteína da membrana que atua como carregador. O transporte ocorre a favor do gradiente de concentração.

4.1.1.4. Transporte ativo

4.1.1.4.1. ocorre com gasto de energia e, assim como na difusão facilitada, com a ajuda de uma proteína transportadora. Entretanto, ela acontece contra o gradiente de concentração.