Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Lesões por Mind Map: Lesões

1. Avaliação da Lesão

1.1. Coloração

1.1.1. :full_moon: exsudato purulento, fibrina, crosta

1.1.2. :red_circle: tec. de granulação (vermelho vivo, limpo, hidratado); rosado (má circulação arterial); vermelho escuro (necrose iminente)

1.1.3. :black_circle: tecido necrótico ressecado, deve ser desbridado

1.2. Odor

1.2.1. feridas saudáveis não costumam apresentar odor

1.2.1.1. tecido necrótico + tecido em decomposição + exsudato esverdeado

1.2.1.1.1. Infecção

1.3. Drenagem

1.3.1. Ressecado

1.3.1.1. deve ser umedecido

1.3.1.1.1. proporcionar a cicatrização tecidual

1.3.2. secreção máxima ou copiosa

1.3.2.1. gazes completamente molhadas pelo exsudato

1.3.3. Transudato: líquido límpido consistindo em água e pequenas partículas.

1.3.3.1. Exsudato: contém elementos maiores, como células e proteínas

1.4. Extensão

1.4.1. Ferida superficial/ regular

1.4.1.1. linha vertical e horizontal dos pontos mais extremos

1.4.1.1.1. calcular a área (cm)

1.4.2. Irregular

1.4.2.1. desenho da lesão

1.4.2.1.1. círculos ou elipses concêntricos - raio

1.4.3. Profundidade

1.4.3.1. volume introduzido de SF 0,9%

1.5. Pele circunvizinha

1.5.1. Esbranquiçada

1.5.1.1. Falta de fluxo sanguíneo ou insuficiência arterial

1.5.2. Azulada

1.5.2.1. Cianose. Falta intensa de oxigênio devido à insuficiência arterial, cardíaca ou doença respiratória.

1.5.3. Enegrecida

1.5.3.1. Necrose em decorrência de doença arterial grave.

1.5.4. Pele seca e delgada

1.5.4.1. Atrofia cutânea devido à falta de nutrição da pele.

1.5.5. Eritema, edema endurecimento anormal da pele.

1.5.5.1. Sinais de inflamação, acompanhada ou não de infecção.

1.5.6. Hidratação e turgor

1.5.6.1. Podem estar diminuídos na pele de idosos; técnica de palpação em pinça (observar tempo de retorno à posição inicial)

1.5.7. Maceração

1.5.7.1. Pele de aspecto intumescida e + clara (surge devido à exposição prolongada da pele à umidade)

1.5.8. Ressecamento cutâneo excessivo

1.5.8.1. Xerose, ressecamento excessivo associado à diabetes e doença arterial (pode resultar na formação de fissuras da pele, risco de infecção)

2. Fases da Cicatrização

2.1. Inflamatória (exsudativa)

2.1.1. 3-6 dias

2.1.1.1. dor, calor, rubor e edema

2.1.1.1.1. infecção: purulência

2.1.1.2. agregação plaquetária; hemostasia

2.1.1.3. neutrófilos (bactérias) :skull_and_crossbones:

2.1.1.4. macrófagos (fagocitose)

2.2. Proliferativa (fibroblástica)

2.2.1. aprox. 3° sem.

2.2.1.1. Angiogênese

2.2.1.1.1. formação de vasos

2.2.1.1.2. tecido de granulação

2.3. Reparadora (remodelação tecidual)

2.3.1. após 3° sem.

2.3.1.1. fibroblastos/leucócitos secretam colagenases

2.3.1.1.1. organização da matriz

2.3.1.2. contração da lesão

2.3.1.2.1. borda clara; sem pelos

2.3.1.3. fibroblastos/leucócitos

2.3.1.3.1. secretam colagenases

2.3.1.4. predomina tec. granulação; contração da lesão

3. Pele

3.1. estética, protetora, barreira, termorregulação e sensorial

3.2. epiderme: + extensa (ceratinócitos, melanócitos, células de Langerhans e de Merckel)

3.3. derme: sustentação e elasticidade (fibras elásticas, colágeno e fibras reticulares)

4. Fatores que afetam a cicatrização

4.1. Locais:

4.1.1. dimensão e profundidade da lesão; grau de contaminação, corpo estranho, infecção local; presença de exsudato; ressecamento; trauma e dor; edema; necrose tecidual; tratamento tópico inadequado.

4.2. Sistêmicos:

4.2.1. estado nutricional; medicamentos; doenças crônicas; tabagismo (nicotina causa vasoconstrição e reduz o suprimento de oxigênio no sangue); idade avançada; uso de medicamentos.

5. Tipos de Cicatrização

5.1. Primeira Intenção

5.1.1. Bordas apostas ou aproximadas, perda mínima de tecido, ausência de infecção e mínimo edema. Formação de tecido de granulação é visível e a lesão tem baixo potencial de infecção; cicatriz mínima e discreta. Ex.: cirurgia que a incisão é ocluída por meio de sutura.

5.2. Segunda Intenção

5.2.1. Perda excessiva de tecido, aproximação primária das bordas não é possível. Relacionado a ferimentos infectados e lesões com perda acentuada de tecido; maior tempo p/ contração e estilização; cicatriz protuberante; cicatrização mais lenta que na primeira intenção.

5.3. Terceira Intenção

5.3.1. Aproximação das margens da ferida (pele e subcutâneo) após o tratamento aberto inicial. Ocorre quando há presença de infecção na ferida, é tratada primeiramente, para então ser suturada para apresentar melhores resultados funcionais e estéticos. Ex.: ferida extensa ou que esteja contaminada ou com deiscência.