PREVENÇÃO DE QUEDAS

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
PREVENÇÃO DE QUEDAS por Mind Map: PREVENÇÃO DE QUEDAS

1. PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS

1.1. avaliar na admissão o risco de queda;

1.2. orientar paciente e familiar sobre medidas preventivas individuais;

1.3. implementar medidas específicas conforme os riscos identificados;

1.4. reavaliar o risco diariamente

1.5. colocar sinalização visual para identificação do risco

2. ESTRATÉGIAS DE NOTIFICAÇÃO

2.1. A criação desse instrumento de notificações, avaliação de suas causas é uma oportunidade de aprendizagem para a organização, por meio da análise das informações, feedback e adoção de ações de melhoria

3. INTERVENÇÕES

3.1. avaliação do risco de queda

3.1.1. paciente com alto risco de queda

3.1.2. paciente com baixo risco de queda

3.2. ações preventivas

3.2.1. medidas gerais

3.2.2. medidas específicas

4. FINALIDADE

4.1. reduzir a ocorrência de queda dos pacientes nos postos de assistência e o dano dela recorrente, por meio de medidas que contemplem a avaliação de risco do paciente

5. ABRANGÊNCIAS

5.1. aplicam-se aos hospitais e incluem todos os pacientes que recebem cuidado nestes estabelecimentos, abrangendo o período de permanência do paciente

6. DEFINIÇÃO

6.1. Queda: deslocamento não intencional para um nível inferior a posição inicial, provocado por circunstâncias multifatoriais, resultando ou não em dano.

7. JUSTIFICATIVA

7.1. . hospitalizações aumentam o risco de queda.

7.2. . quedas de pacientes produzem danos em 30% a 50% dos casos;

7.3. . contribuem para aumentar o tempo de permanência hospitalar e custo desnecessário;

7.4. . os próprios procedimentos terapêuticos, como as múltiplas prescrições de medicamentos, podem aumentar esse risco;