Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
ANEMIAS por Mind Map: ANEMIAS

1. TALASSEMIAS Mais de 100 alterações genéticas podem provocar quadros de talassemia. Distúrbio sanguíneo que envolve menores quantidade de proteína transportadoras de oxigênio do que o normal

1.1. O problema no cromossomo 16 se manifesta pela falta de produção de cadeias (globinas) alfa e no cromossomo 11 pela falta de produção de cadeias (globinas) beta. pode se manifestar de quatro formas: portador silencioso, traço alfa talassemia, doença da hemoglobina H e hidropsia fetal.

1.1.1. Sintomas: : cansaço, fraqueza, atraso no crescimento, esplenomegalia (aumento anormal do tamanho do baço), ossos com alterações, irritabilidade, deficiência no sistema imune, respiração curta, palidez, pouco apetite, coloração amarelada da pele e olhos (icterícia), dor nos ossos, entre outros.

2. Anemias por insuficiência da medula óssea

2.1. ANEMIA APLÁSTICA caracterizada pela pancitopenia está associada a medula óssea hipocotilar subintitulada por tecido gorduroso.

2.1.1. Sintomas: Queda nos valores hematimetricos com manifestações hemorrágicas.

2.2. HEMOGLOBINÚRIA PAROXISTICA NOTURNA ocorre a partir de uma mutação somática no cromossomo X.

2.2.1. Sintomas Geralmente há fraqueza, dispneia e palidez e, menos frequentemente, icterícia, colúria, dor abdominal e trombose.

2.3. ANEMIA DE FANCONI causada por mutações; em pelo menos um dos 22 genes da FA. Esses genes são responsáveis por reparos no DNA, replicação e diversos outros processos celulares.

2.3.1. Sintomas: extrema fadiga e infecções frequentes, sangramento nasal e manchas na pele. Esta anemia se revela antes dos 12 anos de idade.

3. Anemias carenciais

3.1. ANEMIA MEGALOBLÁSTICA caudada pela carência de vitamina B12

3.1.1. Sintomas: Perda de apetite e de peso; Fraqueza e cansaço; Coração acelerado; Dor abdominal, enjoo e diarreia; Alterações da pele e do cabelo; Boca e língua mais sensíveis; Dormência nos dedos; Parto prematuro ou malformação fetal; Crescimento e puberdade atrasados (em crianças).

3.2. ANEMIA FERROPRIVA da se pela deficiência de ferro

3.2.1. Sintomas: fadiga, letargia, mal-estar ou tontura dor de cabeça, falta de ar, irritabilidade, queda de cabelo, síndrome das pernas inquietas ou unhas quebradiças.

4. Anemias hemolíticas

4.1. ANEMIA HEMOLÍTICA AUTOIMUNE é uma doença que se caracteriza pela destruição de glóbulos vermelhos causada pelos próprios anticorpos do organismo

4.1.1. Sintomas: dispneia, palpitações; fadiga; dor de cabeça; palidez; icterícia

5. Anemias por defeito da membrana .

5.1. Alterações na membrana podem provocar quadros de hemólise

5.2. ESFEROCITOSE HEREDITÁRIA anormalidade hereditária dos eritrócitos, causada por defeitos nas proteínas estruturais da membrana. A célula adquire forma esférica.

5.2.1. Sintomas: graus variáveis de anemia, icterícia e esplenomegalia.

5.3. ELIPTOCITOSE HEREDITÁRIA os eritrocitos adquirirem uma forma ligeiramente oval ou elíptica.

5.3.1. Sintomas: geralmente mais leves que na esferocitose incluwm graus variáveis de anemia, icterícia e esplenomegalia.

5.4. ESTOMACITOSES é um distúrbio da permiabilidade da membrana dos glóbulos vermelhos aos catiões monovalentes e é caracterizada clinicamente por anemia hemolítica.

5.4.1. Sintomas: podem ser assintomáticas ou causar hemólise. Se houver sinais e sintomas, são decorrentes da anemia.

6. Anemias por anormalidades na hemoglobina

6.1. ANEMIA FALCIFORME A anemia falciforme é causada por uma mutação genética que provoca a deformação dos glóbulos vermelhos.

6.1.1. Sintomas: Dores fortes (provocada pela falta de oxigenação no sangue); Fadiga intensa; Atraso no crescimento; Dores articulares; Feridas nas pernas; Palidez e icterícia; Atraso no crescimento; Tendências a infecções; Problemas neurológicos, cardiovasculares, pulmonares e renais; Cálculos biliares; Priapismo.