Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Homeostase por Mind Map: Homeostase

1. Sistema imune

1.1. É o conjunto de células, tecidos, órgãos e moléculas responsáveis pela retirada de agentes ou moléculas estranhas do organismo de todos os seres vivos, com a finalidade de manter a homeostasia dinâmica do organismo.

2. Quais são os principais mecanismos para manter a a Homeostase:

2.1. Temperatura Corporal

2.1.1. Ao se expor em um dia de sol quente ou sob o frio de um dia de inverno, a temperatura do corpo costuma alterar entre um e dois graus. Desta forma, é possível identificar os resultados do nosso corpo trabalhando adequadamente para manter a temperatura correta, um ótimo exemplo de manutenção da homeostase.

2.2. Pressão arterial

2.2.1. O corpo tem mecanismos que agem para garantir que a pressão arterial diminua ou aumente quando identifica alguma adversidade ou desequilíbrio. Nas duas ocasiões, apresenta efeito contrário para equilibrar os níveis arteriais adequadamente.

2.3. Níveis de glicose

2.3.1. Para manter a homeostase quando os níveis de glicose ficam muito altos, o pâncreas libera um hormônio conhecido como insulina (que regula a glicose no sangue).

2.4. Altas e baixas temperaturas

2.4.1. Após um treino intenso, o corpo produz suor para liberar calor (além de outras substâncias e reações que são excretadas). Desta forma, o organismo atua para reduzir a temperatura e mantê-la dentro dos níveis normais (37ºC).

2.5. Equilíbrio Hídrico

2.5.1. Manter o equilíbrio hídrico é um exemplo de homeostase. Ainda, os rins são órgãos importantes para manter a quantidade adequada de água e minerais do organismo.

2.6. Quando o organismo identifica a queda de oxigênio no sangue, um dos mecanismos é aumentar a respiração.

2.7. Níveis de oxigênio

3. Homeostase corporal ou fisiológica:

3.1. É o evento de estabilidade a nível corporal de um organismo. É quando o seu organismo trabalha para ficar em condição de equilíbrio, necessitando da atuação de órgãos e sistemas a nível macro.

4. Fatores que afetam a homeostase:

4.1. Temperatura

4.2. Salinidade

4.3. Concentrações de nutrientes, como a glicose, de gases como o oxigênio e de resíduos, como o dióxido de carbono e a ureia.

4.4. pH

5. Condição de estabilidade que o organismo necessita para realizar suas funções em equilíbrio no corpo através dos processos fisiológicos.

5.1. É a habilidade de manter o meio interno em um equilíbrio quase constante, independentemente das alterações que ocorram no ambiente externo.

6. Para manter a homeostasia, nosso meio interno deve manter certos valores sem alterações. Isso é conseguido graças a diversos processos fisiológicos que ocorrem de maneira coordenada e que garantem o equilíbrio.

6.1. por exemplo:

6.1.1. Respiração, digestão e excreção garantem que o meio interno tenha oxigênio e nutrientes necessários à célula e que substâncias tóxicas que possam causar danos ao corpo sejam retiradas do organismo.

6.2. Caso a homeostase não seja restabelecida, pode ocorrer a morte do indivíduo.

7. Sistema Circulatório

7.1. É essencial para a manutenção da homeostase, pois proporciona metabólitos aos tecidos e elimina os produtos não utilizados. Além de também atuar na regulação da temperatura e no sistema imunológico.

7.2. Mesmo assim, os níveis de substâncias no sangue dependem do controle de outros órgãos.

8. Homeostase Térmica

8.1. A homeostase térmica consiste em alguns mecanismos que o corpo humano utiliza para manter a sua temperatura constante

8.1.1. exemplos:

8.1.1.1. Suor que evapora e esfria o corpo quando a temperatura está muito elevada;

8.1.1.2. Metabolismo da gordura

8.1.1.3. Tremor dos músculos esqueléticos para produzir calor quando a temperatura do corpo é muito baixa;

9. Homeostase Química

9.1. São mecanismos utilizados pelo corpo humano para manter o seu equilíbrio químico, como:

9.1.1. Pâncreas produz insulina e glucagon para regular os níveis de glicose no sangue (glicemia);

9.1.2. Pulmões absorvem oxigênio (O2) e eliminam dióxido de carbono (CO2);

9.1.3. Rins excretam ureia e regulam as concentrações de água e íons.

10. Sistema nervoso

10.1. Ele coordena e regula todas as atividades corporais. Ele é formado por vários órgãos, cuja função é captar estímulos do ambiente, interpretá-los e elaborar respostas específicas, voluntárias ou involuntárias.

10.2. Ele quebcomanda as ações do organismo, como a respiração, os batimentos cardíacos ou a digestão de alimentos, entre outros. Também é ele que faz com que o corpo reaja a estímulos externos, como cheiros, sons ou imagens.

11. Sistema Endócrino

11.1. Tem como função coordenar e integrar a atividade das células em todo o organismo por meio da regulação das funções celular e orgânica e pela manutenção da homeostasia (manutenção de um meio interno constante) durante toda a vida.

11.2. Glândulas endócrinas: controlam os níveis de hormônios no sangue.

12. Sistema respiratório

12.1. Este sistema é responsável por cumprir uma das funções mais importantes do corpo humano: a respiração. É nele que acontecem as trocas gasosas, por meio de um processo chamado homeostase, que também tem as funções de defesa pulmonar e de produzir sons.

13. Feedback: entende-se um mecanismo de retorno da informação ou processo, de forma que uma resposta (chamada de output) a determinado estímulo aja sobre esse mesmo estímulo (chamado de input), inibindo-o ou estimulando-o.

13.1. .

13.2. Feedback negativo: muitas vezes é considerado o mecanismo primário de manutenção da homeostase. É uma resposta que tende a inibir determinado estímulo.

13.3. Feedback positivo: esse mecanismo está relacionado ao aumento do estímulo que gera desequilíbrio. Pouco utilizado a nível biológico, geralmente está relacionado a eventos patológicos e danosos ao organismo.

14. É por meio da homeostase que é possível regular os níveis de água e minerais no corpo, bem como a pressão osmótica, no processo conhecido como osmorregulação, que tem os rins como principal órgão de controle.

15. Ela atua também na excreção de substâncias desnecessárias ao organismo, contando, para isso, com o sistema excretor e os pulmões; na regulação e controle da temperatura corporal, realizados pela pele e pela corrente sanguínea; manutenção de glicose no sangue, feito pelo fígado e pâncreas

16. Homeostase celular

16.1. É o evento de estabilidade que está incluída dentro da homeostase fisiológica, já que as células, unidades funcionais do organismo, também atuam para o seu equilíbrio. Porém, esse tipo de homeostase é mais micro e está relacionado ao equilíbrio atingido com a atuação de moléculas menores e a nível celular.

17. Hipotálamo:

17.1. Recebe informações do cérebro, sistema nervoso e endócrino, sendo que a integração de todos estes sinais torna possível o controle da termorregulação, o equilíbrio de energia e a regulação dos fluidos corporais