A CONSTRUÇÃO SOCIAL DO CONCEITO DE INFÂNCIA: ALGUMAS INTERLOCUÇÕES HISTÓRICAS E SOCIOLÓGICAS

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
A CONSTRUÇÃO SOCIAL DO CONCEITO DE INFÂNCIA: ALGUMAS INTERLOCUÇÕES HISTÓRICAS E SOCIOLÓGICAS por Mind Map: A CONSTRUÇÃO SOCIAL DO CONCEITO DE INFÂNCIA: ALGUMAS INTERLOCUÇÕES HISTÓRICAS E SOCIOLÓGICAS

1. A ORIGEM DO CONCEITO DE INFÂNCIA

1.1. o tema infância não fazia parte de pesquisas cientifica

1.2. não eram consideradas as relações entre sociedade, infância e escola, entendendo a criança como sujeito histórico e de direitos.

1.3. O tema infância se faz presente em pesquisas com a publicação da obra de Fellipe Ariés “História Social da infância e da família” e também com a obra de De Mause “A evolução da infância” (1991)

2. a preocupação com a criança só aparece no Brasil e em outros países a partir do século XIX.

2.1. De acordo com Ariés “A infância, tal qual é entendida hoje, resulta inexistente antes do século XVI

2.2. Crianças eram adultos em miniatura.

2.2.1. exposta à violência dos adultos. Os pequenos tinham um déficit de poder sobre seus corpos.

2.2.2. Segundo eles existiam também aqueles que passavam a vida toda na infância como os escravos

2.2.3. A partir do século XVIII por meio da arte que Ariés mostra a existência de infância, por meio de retratos de família

3. A escola muda o contexto de infância.

4. O CONCEITO DE INFÂNCIA NOS SÉCULOS XIX E XX

4.1. Idade moderna - Descartes(2005) dualismo entre corpo e alma

4.2. Primeira concepção real de infância.

4.3. A palavra infância passou a designar a primeira idade de vida

4.4. crianças, seres que necessitam de grandes cuidados e também de rígida disciplina para se transformarem em adultos socialmente aceitos

4.5. limitação de questões relacionadas ao prazer e aprendizado.

4.6. vivência de rígida disciplina infantil.

4.6.1. Quem não usa a vara, odeia seu filho. Com mais amor e temor castiga o pai ao filho mais querido. Assim como uma espora aguçada faz o cavalo correr, também uma vara faz a criança aprender (Levin, 1997, p. 230). v

4.6.2. Rousseau propõe uma educação infantil

4.6.3. A partir da revolução Francesa houve modificação na função do estado e com isso o governo passa a se preocupar com o bem –estar e com a educação das crianças.