MORFEMAS DO PORTUGUÊS

Solve your problems or get new ideas with basic brainstorming

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
MORFEMAS DO PORTUGUÊS por Mind Map: MORFEMAS DO PORTUGUÊS

1. INTRODUÇÃO: Sincronia e diacronia - A língua é o resultado evolutivo ocorrido ao longo dos séculos e possui dois pontos de vista, são eles:

1.1. SINCRÔNICO que é o estudo fixado no estado atual

1.1.1. Goal 1

1.1.2. Goal 2

1.2. DIACRÔNICO que é o estudo fixado no processo evolutivo (das mais antigas até as mais atuais).

2. O problema das palavras: Primeiramente é importante deixar claro o significado de morfologia que é o estudo da estrutura, da formação e da classificação das palavras. A morfologia estuda as palavras olhando para elas isoladamente e não dentro da frase, além disso, a morfologia está agrupada em dez classes, são elas: Substantivo; Artigo; Adjetivo; Numeral; Pronome; Verbo; Advérbio; Preposição; Conjunção; Interjeição. OBSERVAÇÃO: A fonética está para o vocábulo assim como a semântica para a palavra, porém, nesse estudo, não levaremos em conta essa distinção, ambos os termos serão considerados sinônimos.

2.1. Palavra e unidade acentual – A palavra foneticamente é definida como uma unidade acentual, ou seja, um conjunto marcado por um só agente tônico, mas existem unidades acentuais que não são palavras, portanto esse critério fonético é insuficiente para definir o termo palavra.

2.2. Palavra e homonímia – Palavras iguais graficamente, mas com significados diferentes. Por exemplo: o grama = unidade de massa e a grama = planta rasteira.

2.3. Palavra e lexia – Lexia é a unidade do léxico que por sua vez é todo o conjunto de palavras que as pessoas de uma determinada língua têm a sua disposição para expressar-se. Bernard Pottier destacou a lexia simples e a composta, mas deixou claro que os critérios apresentados por eles não são os únicos possíveis.