UMA ABORDAGEM BASEADO NOS INDICADORES PARA MEDIR A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO : UM ESTUDO COM PROFI...

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
UMA ABORDAGEM BASEADO NOS INDICADORES PARA MEDIR A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO : UM ESTUDO COM PROFISSIONAIS BRASILEROS por Mind Map: UMA ABORDAGEM BASEADO NOS INDICADORES PARA MEDIR A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO : UM ESTUDO COM PROFISSIONAIS BRASILEROS

1. Introdução

1.1. Governança da Tecnologia da Informação (ITG) tem sido um dos dez tópicos mais importantes em agendas organizacionais estratégicas e nas discussões de CIOs em todo Mundo (Mahoney,2012)

1.2. Não sobre as tecnologias a serem utilizadas mas sim as definições e politicas que estas tecnologias e seus recursos podem trazer vantagem competitiva para as organizações. (Nfuka e Rusu,2011)

1.3. A dificuldade de medir efetivamente os mecanismos do ITGé caracterizada como um problema para as organizações. (Weill e Ross , 2004)

1.4. Portanto, a adoção de métodos que mostram a eficácia dos mecanismos do ITG de forma mensurável ajuda a aumentar a confiança dos investidores porque essas abordagens esclarecem a relação entre ITG e seus princípios. (Westerman; Mitra e Sambamurthy,2010)

1.5. Este estudo é oportuno porque as organizações tem sido encorajadas a adotar princípios como a transparência, equidade e prestação de contas. (Westerman; Mitra e Sambamurthy,2010; Van Grembergem e De Haes,2009)

2. Referencial Trorico

2.1. De Acordo com Weill e Ross (2004) A Governança de TI é definida como a estrutura para tomada de decisão, direitos e responsabilidades para estimular comportamentos desejáveis no uso da TI.

2.2. Conforme Peterson (2004), para atingir este objetivo, os setores de TI devem analisar suas informações sistemas, infra-estruturas, processos e procedimentos a adotar mecanismos que contribuam para o cumprimento destes princípios.

2.3. De acordo com Weill e Ross (2004), valor agregado por TI para o negócio é uma consequência da adoção de mecanismos eficazes ITG.

2.4. Portanto, um conjunto de indicadores com este fim pode contribuir significativamente para a adoção de ITG e melhoria, porque estes indicadores podem ser usados independentemente dos modelos e praticas adotadas pelas organizações.

3. Metodologia

3.1. Descritivo

3.2. Exploratorio

3.3. dividida em 2 fases

3.3.1. fase 1

3.3.1.1. Estrategia exploratoria

3.3.1.1.1. Objetivo definir os critérios mais relevantes para medir a eficacia da ITG com base na percepção dos profissionais de TI.

3.3.1.2. Objetivo alcançado atraves

3.3.1.2.1. revisao de literatura

3.3.1.2.2. entrevistas semi-estruturadas com especialistas

3.3.1.2.3. Complementados com documentos fornecidos pelos entrevistados

3.3.1.2.4. entrevistas aplicadas a duas regiões economicamente mais ativas do Brasil, grupo heterogeneo

3.3.1.2.5. foco na pesquisa não foi um setor econômico, e sim compreender se as empresas adotam mecanismos de Governança

3.3.1.2.6. Entendimento das expectativas das empresas em relação ao processo

3.3.2. fase 2

3.3.2.1. estudo descritivo

3.3.2.2. objetivo de definir e validar um conjunto de indicadores

3.3.2.3. duas técnicas diferentes foram aplicadas separadamente

3.3.2.3.1. identificação dos indicadores, através de Sistema estruturado, com nove criterios

3.3.2.3.2. Listar os indicadores relevantes nas suas organizações, com base nas suas experiencias profissionais

3.3.2.3.3. Os entrevistados foram classificados nos seguintes criterios

3.3.2.3.4. resultado

3.4. Transversal

3.5. Abordagem Qualitativa

3.5.1. técnicas de coleta e analise de dados, utilizados durante o processo de pesquisa (Flick,2014)

3.6. Métodos Ágeis

3.6.1. Métodos Ágeis são adequadas na busca de rápida e consensual tomada de decisão ( Highsmith, 2009)

3.6.2. Estrutura de Grupo

3.6.2.1. Painel Incial

3.6.2.1.1. Etiquetas auto-adesivas com diferentes cores, representando os critérios específicos

3.6.2.2. Painel de Avaliação

3.6.2.2.1. regra 1 eixo horizontal, avaliou-se a relevância do indicador para Monitoramento de ITG

3.6.2.2.2. regra 2 eixo vertical , utilidade do indicador coo poderia ser sua especificidade ou generalidade , poderia ser usada para as organizações ou por setor

3.6.2.3. Painel de Exclusão

3.6.2.3.1. os indicadores que não ITG

4. Resultados

4.1. 2 Etapas

4.1.1. criterios de Medição parte exploratoria da pesquisa

4.1.1.1. os resultados desta analise mostrou um conjunto de nove criterios. (tabela 5)

4.1.1.1.1. Voltados a área operacional, chamado de área interna da eficacia (hardware, software, infra-estrutura)

4.1.1.1.2. garantir a disponibilidade de serviços e continuidade de serviço, alem de recursos de TI, pessoas e ativos financeiros e economicos.

4.1.2. inclui a analise dos pontos, a partir da lista anterior por profissionais de TI

4.1.2.1. Tabela 4 resumo das descrição dos critérios analisados

4.1.2.1.1. O principal criterio analisado foi a Qualidade de Serviços, prazos, disponibilidade e mudanças ( tabela 3)

5. Conclusões

5.1. O principal Resultado deste estudo foi o conjunto de indicadores para medir a eficacia do ITG que pode ser usado de forma independente nas organizações .