Engenharia

Solve your problems or get new ideas with basic brainstorming

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Engenharia por Mind Map: Engenharia

1. Código de ética

1.1. Principios

1.1.1. 1.1 - Aceitar responsabilidade completa por seu trabalho

1.1.2. 1.2 - Mediar os interesses do engenheiro de software, do empregador, do cliente e dos usuários com os do bem público

1.1.3. 1.3 - Aprovar software, se tiver um convicção bem-fundamentada de que seja seguro, satisfaça as especificações, passe nos testes apropriados e não diminua a qualidade de vida ou a privacidade, ou causa problemas ao meio ambiente. Em última análise, o efeito do trabalho deve ser o bem público.

1.1.4. 1.4 - Revelar para as pessoas apropriadas ou para autoridades qualquer perigo potencial ou real que um software ou documento tenha para o usuário, o público, ou o ambiente.

1.1.5. 1.5 - Cooperar com esforços para tratar matérias de grande preocupação pública causada por software, sua instalação manutenção, apoio ou documentação

1.1.6. 1.6 - Ser justo e evitar enganos em todas as declaraçõesm particularmente aquelas públicas, que tratem de software ou documentos relacionados, métodos e ferramentas

1.1.7. 1.7 - Considerar questões de deficiência física, alocação de recursos, desvantagem econômica ou outros fatores que possam diminuir o acesso aos benefícios do software

1.1.8. 1.8 - Ser encorajado a contribuir com sua habilidade profissional para boas causas e para a educação pública no que se refere à disciplina

2. Stakeholders

2.1. Descrição

2.1.1. São pessoas e organizações ativamente envolvidas no projeto ou cujos interesses podem ser afetados como resultado da execução ou do término do projeto.

2.2. Exemplos

2.2.1. Gerente de projetos

2.2.2. Consumidor (usuário final e seu cliente)

2.2.3. Parceiros

2.2.4. Equipe

2.2.5. Patrocinador

2.2.6. Concorrentes

3. Gerente de Projetos

3.1. Missão

3.1.1. • montar ou influenciar a montagem da equipe do projeto considerando habilidades e conhecimentos técnicos e humanos; • garantir que a equipe tem todas as condições necessárias para desenvolver o seu trabalho; • gerenciar o trabalho em equipe e administrar os relacionamentos interpessoais e organizacionais; • servir de ligação entre os níveis de gerência e a equipe do projeto; • analisar constantemente a melhor alternativa para alcance do objetivo do projeto; • gerenciar a expectativa dos diversos stakeholders.

3.2. Habilidades

3.2.1. Liderança

3.2.1.1. • Estabelecer direções, alinhar pessoas, motivar e inspirar.

3.2.2. Comunicação

3.2.2.1. • Reportar o progresso do projeto, decidindo quem, quando, de que forma e a quem reportar o desempenho do projeto.

3.2.3. Negociação

3.2.3.1. • Discutir com o objetivo de se chegar a um acordo. • Ocorrem em torno de diversas questões, em diversos momentos e vários níveis do projeto.

3.2.4. Solução de Problemas

3.2.4.1. • Entendimento do problema, análise das causas e encaminhamento de uma solução viável. • Definir as causas dos problemas e analisá-los visando identificar soluções que melhor se adequem ao momento.

3.2.5. Influência na Organização

3.2.5.1. • Habilidade para fazer as coisas acontecerem na organização. • Deve-se conhecer o mecanismo de poder e de política da empresa (no sentido positivo).

4. PMI

4.1. Fundado em 1969 e com sede na Philadelphia - Pennsylvania USA, o Project Management Institute - PMI® é a maior instituição sem fins lucrativos do mundo dedicada ao avanço do estado-da-arte em gerenciamento de projetos.

4.2. Atualmente com mais de 180.000 membros espalhados em 150 países, seu principal compromisso é “Promover o Profissionalismo e a Ética em Gerenciamento de Projetos”.

5. Definição

5.1. A Engenharia de Requisitos de Software é o processo de identificar todos os envolvidos, descobrir seus objetivos e necessidades e documentá-los de forma apropriada para análise, comunicação e posterior implementação.

6. Eng. de Requisitos

6.1. Definição

6.1.1. É o processo para compreender e definir quais serviços são necessários e identificar as restrições de operação e de desenvolvimento de sistema. Trata-se de um estágio particularmente critico do processo de software, pois os erros nesse estágio, conduzem inevitavelmente a problemas posteriores no projeto e na implementação do sistema.

6.2. Requisitos

6.2.1. Segundo o IEEE (1990), um requisito é: (1) uma condição ou capacidade necessária para o usuário resolver um problema ou alcançar um objetivo, (2) uma condição ou capacidade que deve ser encontrada ou possuída por um sistema ou componente do sistema para satisfazer um contrato, padrão, especificação ou outro documento imposto formalmente.

6.2.2. Ex RF: Permitir o cadastro de clientes

6.2.3. Ex RF: Permitir o registro de pagamento das mensalidades

6.2.4. Ex RNF: Os relatórios devem ser gerados em até 10 segundos

6.2.5. Ex RN: O limite máximo de alunos por sala é 20

6.3. Funcionais

6.3.1. Definem o que o sistema faz. Descrevem as ações de transformação que os componentes de hardware ou software do sistema devem executar sobre as entradas para produzir as saídas

6.4. Não Funcionais

6.4.1. Definem os atributos do sistema enquanto ele executa seu trabalho. São atributos de qualidade ou restrições de sistemas de software ou de processos de software

6.5. Atividades

6.5.1. Especificação

6.5.1.1. Consiste em documentar os requisitos

6.5.2. Análise

6.5.2.1. Estabelecer conjunto acordade de requisitos

6.5.3. Validacao

6.5.3.1. Revisar os requisitos documentados

6.5.4. Elicitação

6.5.4.1. Entender o dominio da aplicação

6.5.5. Gerenciamento

6.5.5.1. Administrar as mudanças nos requisitos

6.6. Papéis

6.6.1. Gerente

6.6.1.1. Mantém atualizados os requisitos junto ao usuário final e a equipe de desenvolvimento, a fim de obter sucesso no processo de homologação do software, atendendo as necessidades e expectativas

7. Metodologias

7.1. Scrum

7.1.1. Ciclos dos projetos são chamados sprints

7.2. RUP

7.2.1. Fases

7.2.1.1. Concepção

7.2.1.1.1. Conceber Projeto

7.2.1.1.2. Preparar Ambiente do Projeto

7.2.1.1.3. Gerenciar iniciação

7.2.1.1.4. Definir Sistema

7.2.1.1.5. Realizar Relacionamento com os ambientes

7.2.1.1.6. Realizar Síntese Arquitetural

7.2.1.1.7. Realizar Garantia de Qualidade

7.2.1.1.8. Realizar Testes

7.2.1.2. Elaboração

7.2.1.2.1. Planejar Implantação

7.2.1.2.2. Gerenciar Elabiração

7.2.1.2.3. Refinar a definição do Sistema

7.2.1.2.4. Realizar relacionamento com os Ambientes

7.2.1.2.5. Desenvolver Componentes

7.2.1.2.6. Realizar Teste

7.2.1.2.7. Realizar garantia de qualidade

7.2.1.3. Construção

7.2.1.3.1. Planejar implantação

7.2.1.3.2. Gerenciar construção

7.2.1.3.3. Refinar a definição do sistema

7.2.1.3.4. Realizar relacionamento com os ambientes

7.2.1.3.5. Desenvolver componentes

7.2.1.3.6. Realizar teste

7.2.1.3.7. Realizar garantia de qualidade

7.2.1.4. Transição

7.2.1.4.1. Planejar implentação

7.2.1.4.2. Gerenciar transição

7.2.1.4.3. Realizar relacionamento com os ambientes

7.2.1.4.4. Corrigir defeitos em componentes

7.2.1.4.5. Projeto de fechamento

7.2.1.4.6. Realizar teste

7.2.1.4.7. Realizar garantia da qualidade

7.2.2. Disciplinas

7.2.2.1. Modelagem de Negócios

7.2.2.1.1. Artefatos

7.2.2.2. Gerenciamento de Projeto

7.2.2.2.1. Artefatos

7.2.2.3. Gerenciamento de Configuração

7.2.2.3.1. Artefatos

7.2.2.4. Implantação

7.2.2.4.1. Artefatos

7.2.2.5. Implementação

7.2.2.5.1. Artefatos

7.2.2.6. Qualidade

7.2.2.6.1. Artefatos

7.2.2.7. Requisitos

7.2.2.7.1. Artefatos

7.2.2.8. Teste

7.2.2.8.1. Artefatos

7.2.2.9. Análise e Design

7.2.2.10. Gerenciamento de Mudança

7.2.2.11. Ambiente