Teste em duas fases ||||||| Relatório escrito

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Teste em duas fases ||||||| Relatório escrito por Mind Map: Teste em duas fases  |||||||  Relatório  escrito

1. Características

1.1. Realização em dois momentos

1.2. perguntas de natureza aberta

1.3. Na sala de aula

1.3.1. Tempo limitado

1.3.1.1. Fora da sala de aula.

1.4. escolha das perguntas

1.5. perguntas de resposta curta

1.6. perguntas de desenvolvimento

1.7. comentário do Professor

1.8. o aluno trabalha o teste autonomamente

1.9. Classificação do teste

1.10. três aspectos classificativos

1.10.1. qualidade da segunda fase

1.10.1.1. qualidade da primeira fase

1.10.1.1.1. evolução do aluno

1.11. Lógica de confiança e responsabilidade

1.12. evidência de aprendizagens

2. Vantagens

2.1. informação sobre a evolução que evidenciarem entre a primeira e segunda fase é um parâmetro de avaliação

2.2. a segunda fase permite que o aluno volte a refletir nas questões

2.3. Contribui para a aprednidzagem

2.4. avaliação formativa retroactiva

2.5. cria um novo momento de aprendizagem

2.6. a autonomia e a auto-avaliação são incentivadas.

2.7. aproximação entre aluno e professor

2.8. erro ser encarado como uma possibilidade de realizar novas aprendizagens.

2.9. desenvolvimento de capacidades como a comunicação, a interpretação, a reflexão e a exploração de ideias matemáticas

2.9.1. contribui para a auto-confiança do aluno na sua relação da Matemática

2.9.1.1. sentido da responsabilidade; a perseverança; e o empenhamento nas tarefas

2.9.2. valorização do raciocínio e da comunicação matemática

2.10. segunda fase, favorece o desenvolvimento das capacidades de análise e reflexão, estimula o sentido crítico, o empenho e perseverança nas tarefas

2.11. extensíveis a outras áreas do saber

2.12. melhor satisfação com a classificaçao obtida

2.13. Mais justiça e objetividade em classificação

2.14. quando ternminado responde a um objetivo de natureza sumativo

2.15. trabalhar num contexto de menor stress e angústia

3. Inconvenientes

3.1. situações de desigualdade entre os alunos

3.2. permitir acentuar as diferenças socioeconómicas

3.3. faixa etária dos alunos

3.4. tarefas de natureza aberta, tais como questões exploratórias ou investigações,

3.5. tempo gasto na sua classificação

3.6. é necessário decidir o que escrever e como escrever de tal modo que não seja dada a resposta ao aluno de forma imediata, mas também não seja redigido um comentário tão geral que não o possa auxiliar”

3.7. a segunda fase é outra dificuldade

3.8. forte limitação ao bom funcionamento dos testes em duas fases

3.9. possibilidade de os alunos copiarem na segunda fase

4. Caraterísticas

4.1. criatividade, organização, comunicação e interpretação e ou afectiva e social

4.2. tarefa ser realizada em grupo e o relatório também

4.3. relatórios poderão ser realizados individualmente ou em grupo

4.4. relatórios poderão ser realizados dentro ou fora da aula

4.5. pode constituir um novo momento de aprendizagem

4.6. responsabilidade e autonomia dos alunos

4.7. adequado para alunos para alunos mais velhos

5. Vantagens

5.1. contribuir para um progresso significativo de aprendizagem

5.2. melhor desempenho de todos os alunos

5.3. os relatórios individuais permitem que o seu trabalho seja avaliado de forma mais “precisa” e “correcta

5.4. um meio favorável à aprendizagem

5.5. desenvolvimento de capacidades de raciocínio, comunicação, organização e clareza

5.6. capacidades reflexivas e metacognitivas

5.6.1. desenvolvimeno de aspectos do campo afectivo e social

5.7. “o desenvolvimento de um conjunto de competências, tais como o raciocínio, a comunicação, o gosto pela pesquisa, a persistência e a responsabilidade”

5.8. um meio importante para aprender Matemática

5.9. instrumento de avaliação novo e de características diferentes dos testes escritos em tempo limitado, usualmente constituído, pelo menos na sua grande maioria, por perguntas de natureza fechada.

5.10. prática de avaliação criterial em contraponto a uma avaliação normativa

5.11. apreciação qualitativa em detrimento de uma quantitativa

5.11.1. instrumento de avaliação que permite em simultâneo desenvolver uma prática de avaliação reguladora e sumativa

5.12. potencialidades que se aplicam a qualquer área do conhecimento

6. Inconvenientes

6.1. escrita como um fator que dificulta esta tarefa.

6.2. A escrita avaliativa impõe um conjunto de decisões difíceis de tomar

6.3. ansiedade e dilemas nos professores

6.4. conflito conceptual entre avaliação criterial (na sua acepção tradicional) e a avaliação reguladora