O Brasil nos quadros do antigo sistema colonial

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
O Brasil nos quadros do antigo sistema colonial por Mind Map: O Brasil nos quadros do antigo sistema colonial

1. II

1.1. Resguardar a área de seu império colonial

1.2. O monopólio do comércio pela metrópole

1.3. Exclusividade de aquisição dos produtos coloniais

1.4. Baixa de seus preços

1.5. Revendendo-os na colonia a preços monopolistas

1.6. Lucros Extraordinários

1.7. Renda real gerada pela produção da colonia

1.8. Burguesia mercantil

1.9. Estado centralizado e sistema colonial

1.10. Aceleração a acumulação de capital

1.11. Exploração direta do comércio ultramarino

1.12. Comercializava açucar na madeira (1480)

1.13. Deixavam os estrangeiros pagar os impostos

1.14. Colonização agricola do Brasil

1.15. Experiencias anteriores

1.16. Pau Brasil, sal

1.17. Grande comercio açucareiro

1.18. Experiências Holandesas

1.19. Cia Geral do Comércio do Brasil ( 1649)

1.20. União dinástica de Portugal e Espanha

1.21. Exploração ultramaritma

1.22. Ocupação do Norte açucareiro no Brasil

1.23. Manipulação dos preços

1.24. Lucratividade do empreendiemento

1.25. Estado Absolutista

1.26. Capitalismo comercial holandes

1.27. Metrópole- colonia

1.28. Interesse fiscais da coroa

1.29. Politica reformista

1.30. Ministros ilustrados de Carlos III

1.31. Comercio Livre (1778)

1.32. Regime de frotas e galeões

1.33. Mineração da prata e do ouro

1.34. monopólio de tráfico

1.35. metais nobres

1.36. tesouro Americano

1.37. Revolução dos Preços ( sec XVI E XII

1.38. Salários

1.39. Não acompanhavam o ritmo de elevação dos preços

1.40. trasnferência de renda real

1.41. assaláriadas para as classes empresáriais

1.42. Expansão do capitalismo na sua fase de formação

1.43. Colonização Europeia

1.44. Antigo sistema colonial

1.45. Politica economica mercantilista

1.46. capitalismo moderno, capitalismo comercial

1.47. caracterizava a vida economica e social da Europa

1.48. Fortalecimento do estado

1.49. desenvolvimento burgues

1.50. forças produtivas

1.51. consumidores dos produtos manufaturados

2. I

2.1. Três primeiros séculos

2.2. Expansão comercial

2.3. Colonial Européia na época moderna

2.4. Época mercantilista

2.5. Ocupação e utilização das ilhas atlanticas

2.6. Economia complementar voltada para o mercado metropolitano.

2.7. Agricultura tropical

2.8. Ambio da produção

2.9. Agricultura tropical

2.10. Valorização economicamente as terras descobertas

2.11. América Espanhola

2.12. Mineração

2.13. Fortaleciemnto das camadas hurbanas e burguesas

2.14. Seculo XI, renasciemento do comércio

2.15. Expansão mercantil e a formação de Estados

2.16. Monopólio das importações

2.17. Expansão Maritma, comercial e colonial

2.18. Centralizaçaõ do poder

2.19. Exploração colonial: Portugal, Espanha, Paises-Baixos, França e Inglaterra

2.20. Legitimação da posse das terras descobertas

2.21. Tratado de Tordesilhas (1494)

2.22. Fortalecimento do Estado Moderno

2.23. Politica Mercantilista

2.24. Enriquecimento da Burguesia

2.25. Abolição das aduanas internas

2.26. Tributação em escala nacional

2.27. Politica tarifaria protecionistas

3. III

3.1. Atividades produtivas

3.2. Expansão da economia

3.3. limitou a abertura de novos mercados ultramaritmos

3.4. produção agricola / colonização agricola ( sec XVI)

3.5. Açucar ( SEC XVI)

3.6. Praças flamengas, antigos centros de oferta

3.7. distribuição de produtos

3.8. A cultura da cana de açucar nas regiões quentes e umidas do Brasil

3.9. Povoamento e ocupação efetiva

3.10. Instituição das donatárias

3.11. Mercado Europeu

3.12. tabaco, algodão

3.13. monocultor

3.14. poucos produtos comerciaveis na Europa

3.15. lucros monopolistas

3.16. ampla margem de lucratividade

3.17. trabalho compulsório

3.18. escratista

3.19. trabalho livre

3.20. abundancia do fator terra

3.21. atividade de subsistência

3.22. regime assaláriado

3.23. renascimento da escravidão

3.24. colonia-escravista

3.25. exploração em massa humanas, amerindias ou africanas

3.26. Pero Vaz de Caminha

3.27. guerra justa

3.28. grande lavoura

3.29. oposição jusuitas

3.30. tráfico negreiro

3.31. tráfico de escravos

3.32. grupo indigenas

3.33. nivel de cultura mais elevado

3.34. civilização cristã

3.35. Espanha

3.36. empresa estrangeiras

3.37. o trabalho indigena predominou em todo o periodo colonial

3.38. Inicio do sec XVII Inglaterra inicia sua jornada

3.39. servidão temporária de trabalhor

3.40. transporte

3.41. Evolução da Virginia no sec XVIII

3.42. cultura do tabaco

3.43. Inglaterra, estado moderno

3.44. crise politica- religiosa

3.45. migração rural-urbana

3.46. quadros geográficos

3.47. trabalho livre de pequenos proprietários

3.48. consumo interno

3.49. baixo nivel de rentabilidade

3.50. cantilismo europeu

3.51. atraso técnologico

3.52. carater pradatório