A arte de pensar claramente 2

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
A arte de pensar claramente 2 por Mind Map: A arte de pensar claramente 2

1. MALDIÇÃO DO VENCEDOR

1.1. Geralmente, o vencedor em um leilão é o verdadeiro perdedor

1.2. Estabeleça um preço máximo e desconte dele 20% para o efeito da maldição do vencedor

2. ERRO FUNDAMENTAL DE ATRIBUIÇÃO

2.1. Tendência a superestimar sistematicamente a influência de pessoas e a subestimar fatores externos e situacionais quando se trata de esclarece alguma coisa

2.2. Preste atenção não nas pessoas, e sim na dança das influências a que as pessoas estão submetidas.

3. FALSA CAUSALIDADE

3.1. Relação não é casualidade

4. EFEITO HALO

4.1. Deixamo-nos ofuscar por um aspecto e, a partir dele, deduzimos a imagem completa.

4.2. Este efeito nos impede de enxergar as verdadeiras qualidades. Olhe melhor ao seu redor. Exclua a característica que se destaca.

5. CAMINHOS ALTERNATIVOS

5.1. Tudo que poderia igualmente ter acontecido, mas não aconteceu

6. ILUSÃO DE PROGNÓSTICO

6.1. Quanto mais complexo for um sistema e mais longo o horizonte temporal, tanto mais indistinto é o olhar para o futuro

6.2. Qual o sistema de incentivo do especialista? Qual é a taxa de acertos do especialista?

7. FALÁCIA DA CONJUNÇÃO

7.1. Quanto mais convincente, impressionante e vívida é a descrição, tanto maior é o risco do erro de pensamento

7.2. O pensamento intuitivo tem um fraco por histórias plausíveis. Em decisões importantes, você faz bem em não segui-lo.

8. ENQUADRAMENTO

8.1. Reagimos de maneira diferente à mesma coisa, dependendo de como ela é apresentada.

9. VIÉS DA AÇÃO

9.1. Torna-se ativo, mesmo quando de nada adianta.

9.2. Quando a situação for indefinida, não faça nada até conseguir avaliar melhor o quadro.

10. VIÉS DA OMISSÃO

10.1. Sentimento pessoal de que o prejuízo devido a uma omissão é menos grave do que uma ação

10.2. "Se vc não é parte da solução, é parte do problema"

11. VIÉS DE AUTOATRIBUIÇÃO

11.1. Os sucessos são atribuídos a nós mesmos, os fracassos, a fatores externos.

11.2. Fazer uso de um amigo sincero ou de um inimigo para dar um feedback

12. ESTEIRA HEDÔNICA

12.1. Trabalhamos, progredimos e conseguimos coisas mais bonitas e em maior quantidade. No entanto, não nos tornamos mais felizes.

12.2. Dicas

13. VIÉS DE ASSOCIAÇÃO

13.1. Tendência de associar situações ou coisas

13.2. Tirar de uma experiência somente o tanto de sabedoria que ela contém

14. DESCONTO HIPERBÓLICO

14.1. "Nossa taxa de juro emocional" aumenta quanto mais próximo do presente estiver uma decisão.

15. A JUSTIFICATIVA DOS "PORQUÊS"

15.1. Quando justifica um comportamento, você se depara com mais tolerância e disponibilidade

15.2. Use os porquês sem moderação

16. FADIGA DE DECISÃO

16.1. Esgotamento após todas as comparações, avaliações e escolhas.

16.2. A força de vontade é como uma bateria

16.3. Intervalos, relaxar e comer

17. O PROBLEMA DAS MÉDIAS

17.1. Cuidado com as anomalias, pois podem alterar completamente a media

18. AVALANCHE MOTIVACIONAL

18.1. Recompensas financeiras acabam com qualquer outro tipo de motivação

19. TENDÊNCIA AO LERO-LERO

19.1. Pilhas de palavras são usadas para disfarçar preguiça intelectual, estupidez ou ideias pouco desenvolvidas

19.2. A expressão verbal é um espelho da mente. Pensamentos claros se tornam declarações claras, enquanto ideias ambíguas se transformam em divagações vazias.

20. VIÉS DE INFORMAÇÃO

20.1. Ilusão de que mais informação seja garantia de decisões melhores

20.2. "O maior obstáculo às descobertas não é a ignorância, é a ilusão de conhecimento."

21. A JUSTIFICATIVA DO ESFORÇO

21.1. Ao dedicar muita energia a uma tarefa, há a tendência de superestimar os resultados.

21.2. Dê um passo para trás e examine o resultado e apenas o resultado.