Gestão da Informação e do Conhecimento

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Gestão da Informação e do Conhecimento por Mind Map: Gestão da Informação e do Conhecimento

1. Dados

1.1. Dados devem ser organizados para receber significado de acordo com o contexto delimitado

1.2. Para que os dados se transformem em informação útil, eles precisam ser decodificados, organizados e contextualizados

1.3. Dados representam MATÉRIA-PRIMA

1.4. O desafio da coleta de dados está na capacidade de reunir material potencialmente relevante para transformá-los em informações úteis à elaboração da estratégia organizacional

2. Informação

2.1. Informação são estruturas significantes com a competência de gerar conhecimento no indivíduo, em seu grupo, ou na sociedade

2.2. A informação tem sua origem na coleta de dados

2.3. O maior desafio da informação é o de habilitar os gestores a alcançar os objetivos propostos para a organização, por meio do uso eficiente dos recursos

2.4. A informação tem duas finalidades: conhecimento do ambiente interno e externo de uma organização

2.5. A informação só será útil se atender a necessidade do usuário

2.6. A principal diferença da informação em relação aos outros ativos da empresa é que ela não se desgasta com o uso, é infinitamente reutilizável

3. Paradoxo QUALIDADE x QUANTIDADE

3.1. Há uma abundância de informações disponíveis, mas nem sempre relevantes para o usuário

3.2. Poucas decisões são tomadas com informação perfeita, em virtude de alguma insuficiência de informação e/ou sobrecarga desnecessária

4. Tomada de decisão

4.1. Para a tomada de decisão, os gestores precisam ser suprimidos com informações de valor

4.2. Informação útil pode evidenciar no que a empresa se diferencia em relação a seus concorrentes

4.3. A informação é fundamental no apoio às estratégias e processos de tomada de decisão

4.4. A TI precisa ser elevada ao patamar dos demais recursos da empresa para que possa influenciar nas tomadas de dicisão

5. Organização e Conhecimento

5.1. A criação do conhecimento organizacional é uma interação contínua e dinâmica entre o conhecimento tácito e o conhecimento explícito

5.2. A organização tem que estar preparada para abandonar o conhecimento que se tornou obsoleto e aprender a criar o novo conhecimento

5.3. A gestão efetiva de uma organização requer a percepção objetiva e precisa dos valores da informação e do sistema de informação

5.4. O sucesso das empresas japonesas se deve à sua capacidade e especialização na criação do conhecimento organizacional

5.5. Visão da organização como uma máquina para processamento de informações

6. Conhecimento

6.1. o conhecimento não é apenas mais um recurso ao lado dos tradicionais fatores de produção, mas sim o único recurso significativo atualmente

6.2. Conhecimento explícito: pode ser expresso em palavras e números

6.3. Conhecimento tácito: é altamente pessoal e difícil de formalizar

6.4. A escrita é uma forma de converter o conhecimento tácito em conhecimento articulável (documentação)

6.5. A externalização é a chave para a criação do conhecimento, pois cria conceitos novos e explícitos a partir do conhecimento tácito

7. Ciclo de Gestão do Conhecimento

7.1. 1. Criar conhecimento

7.2. 2. Capturar conhecimento

7.3. 3. Depurar o conhecimento

7.4. 4. Armazenar o conhecimento

7.5. 5. Administrar o conhecimento

8. Valor

8.1. O valor da informação pode ser: valor de uso; valor de troca; valor de propriedade; valor de restrição

8.2. Para agregar valor a informação deve ser enviada à pessoa ou grupo certo, na hora certa e na forma correta

8.3. A informação só terá valor econômico quando levar à satisfação dos desejos humanos

9. Ambiente organizacional

9.1. O ambiente organizacinal não é um conjunto de sistemas, mas sim uma fonte de informação

9.2. As mudanças, os eventos, as ameaças e oportunidades no ambiente continuamente criam sinais e mensagens que podem ser transformados em informação

9.3. Monitoramento

9.3.1. O monitoramento de ambientes organizacionais pode ser definido como aquisição e uso da informação sobre eventos, tendências e relações com o ambiente externo

9.3.2. A meta é realizar uma monitoração ampla para que se possam ser detectados sinais de mudança antecipadamente

9.3.3. Avaliar o significado da informação encontrada para que se possa dimensionar a natureza geral do impacto na organização

9.4. Procura

9.4.1. se o impacto encontrado pela monitoração for significante então deve ser realizado o processo de procura para reunir informação e elaborar um assunto a fim de determinar a necessidade de atuação no ambiente organizacinal