Gestão de processos e operação

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Gestão de processos e operação por Mind Map: Gestão de processos e operação

1. Processo

1.1. Projeto

1.2. Job Shop

1.3. Lotes

1.4. Massa

1.5. Fluxo continuo

2. Layout

2.1. Posicional

2.1.1. Projeto

2.1.1.1. Produto parado

2.2. Por processo

2.2.1. Job Shop

2.2.1.1. + Flexível + Gargalo

2.2.2. Lotes

2.3. Celular

2.3.1. Lotes

2.3.2. Massa

2.4. Por produto

2.4.1. Massa

2.4.1.1. - Flexível + Rapido

2.4.2. Continuo

3. Planejamento

3.1. Orçamentos

3.1.1. SOP ($)

3.1.1.1. Projeção de venda

3.1.2. MPS

3.1.2.1. O quanto preciso ser produzido para vender a projeção da venda

3.1.3. MRP

3.1.3.1. Planejamento da necessidade de materiais para produção (lista de materiais = BOOM)

3.1.4. MRP II

3.1.4.1. Além da quantidade de materiais ele se preocupa com todos os recursos que serão despendidos para a produção (pessoas, tecnologia, horas maquinas, etc)

3.1.5. PCP

3.1.5.1. Sequenciar a produção e fazer o controle para que a produção ocorra de acordo com o orçamento

4. Gestão de projetos

4.1. WBS

4.1.1. Definição de cada atividade e os responsáveis que o projeto possui (árvore do projeto)

4.2. PERT/CPM

4.2.1. PERT: Caminho do projeto, passo a passo, a ordem de cada atividade. PERT/CPM: Identificar o caminho critico, qual não pode ser atrasado se não atrasa todo o projeto.

4.3. GANTT

4.3.1. Cada atividade está representada por uma linha, enquanto as colunas representam os dias, horas, semanas.

5. Papel do contador

5.1. Controlador o custos

5.2. Bom registro contabil do projeto respeitando as normas da IFRS

5.3. Se preocupar com os cálculos do retorno do projeto (VPL, TIR)

5.4. Fluxo de caixa do projeto

5.5. Tributos, podendo identificar uma oportunidade para redução de tarifa e outros aspectos.

6. Just in time

6.1. Objetivos

6.1.1. Qualidade

6.1.2. Flexibilidade

6.2. Metas

6.2.1. Melhoria continua

6.2.1.1. Kaizen: pequenas melhorias fazem a diferença. Tudo pode ser melhorado continuamente

6.2.2. Ataque aos desperdicios

6.2.2.1. Lean: enxuto. Os fatores que devem ser "atacado" são: movimentação excessiva, transporte excessivo. (Exemplo: procurar um fornecedor próximo para evitar transporte desnecessário)

6.3. Inimigo

6.3.1. Estoque

6.3.1.1. Porque?

6.3.1.1.1. Esconde os problemas

6.3.1.1.2. Custo com manutenção

6.3.1.2. Como eliminar?

6.3.1.2.1. Kanban

7. Gestão da qualidade

7.1. TQM

7.1.1. Qualidade da empresa e não do produto

7.1.2. Logica (PDCA)

7.1.2.1. Planejar Desenvolver Checar Agir

7.1.3. Pilares

7.1.3.1. Todos colaboram com a qualidade Todos sabem ler estatística básica POKYOKO: Erros induzem a defeitos. Por isso todos criam ferramentas a prova de falha (Ex: adesivo 110V, informando a voltagem). Prevenção de falhas. Qualidade deve ser um critério competitivo

7.2. Ferramentas

7.2.1. Cheklist Fluxograma de processo Histograma Carta de controle Diagrama/Gráfico de dispersão Diagrama de causa e efeito Diagrama de Pareto

8. Sistemas flexíveis de manufatura (FMS)

8.1. Automatização

8.1.1. Maquinas CNC (controle computacional númerico)

8.1.2. Quase não se faz necessária a mão de obra humana

8.1.3. Pequenos lotes

9. Analise e melhoria de processo

9.1. O plano de ação criado deve obedecer sempre o 5W1H: Quem? Quando? Como? O que? Por que? Onde?