Desenvolvimento do planejamento agregado

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Desenvolvimento do planejamento agregado por Mind Map: Desenvolvimento do planejamento agregado

1. Fábrica de alimento animal

1.1. Ração para bovino

1.1.1. Boi, vaca, tds as fases

1.2. Ração para suíno

1.2.1. Porcos, tds as fases

2. Ingredientes para produção

2.1. Micro

2.1.1. 71 tipos de produto

2.2. Macro

2.2.1. 5 tipos de produto

3. Processo semi automatizado

3.1. Linha 1

3.1.1. Capacidade

3.1.1.1. 12 silos de dosagem: 12 ton cada

3.1.1.1.1. Pode ser armazenado no máx 1 dia, no mín 1h

3.1.1.2. 6 silos de expedição: 18 ton cada

3.1.1.2.1. Fluxo contínuo

3.1.2. Produção: somente suíno

3.2. Linha 2

3.2.1. Capacidade

3.2.1.1. 8 silos de dosagem: 12 ton cada

3.2.1.2. 6 silos de expedição: 18 ton cada

3.2.2. Produção: somente bovino

4. Problema: Paradas não programadas de produção

4.1. Qual percentual de parada em uma jornada?

4.2. Quais as possíveis causas?

4.3. Quais as prováveis causas?

4.4. Qual a causa raiz?

5. Aumento de demanda por ração para bovino

6. Desenvolvimento do TCC

6.1. Problema

6.1.1. Como deve ser um planejamento agregado para que o processo produtivo seja contínuo, dispondo de ingredientes no momento certo e na quantidade correta para que se atenda uma demanda?

6.2. Objetivos

6.2.1. Geral: Desenvolver um planejamento agregado para uma linha de produção, que disponibilize os materiais na quantidade necessária e no momento certo, evitando paradas, e atendendo a demanda

6.2.2. Específicos: - Mapear todo o processo produtivo, identificando as informações relevantes à produção; - Determinar quais as áreas envolvidas no gerenciamento dos itens que pertencem ao processo produtivo e suas responsabilidades; - Relacionar a importância do provisionamento dos itens, e o impacto para a produção; - Definir os parâmetros que devem ser utilizados para a elaboração do planejamento agregado.

6.3. Justificativa

6.3.1. necessidade de um bom planejamento agregado para atender o aumento da demanda, tanto por aumento de associados, como pela previsão do aumento da produção de leite, qual tem relação direta com a ração

6.4. Metodologia

6.4.1. 1) mapeado todo o processo produtivo através de um fluxograma

6.4.2. 2) determinar as áreas que envolvem o gerenciamento de itens relacionados à produção

6.4.3. 3) calculo de ingredientes in loco , para validação das composições contidas em histórico registrado, permitindo um provisionamento

6.4.4. 4) definir parâmetros para o desenvolvimento do planejamento agregado, com a elaboração da previsão da demanda no período de três meses através do método matemático em series temporais

6.4.4.1. As series temporais utilizam informações de demandas anteriores, podendo analisar fatores extras como sazonalidades, tendências, variações irregulares e randônicas

6.4.4.2. Métodos de Previsão para Modelos com Valor Constante

6.4.4.2.1. Método de Previsão de Média Móvel

6.4.4.2.2. Método de Previsão com Suavização Exponencial

6.4.4.3. Métodos de Previsão para Modelos com Valor Constante e Tendência

6.4.4.3.1. Método de Previsão com Suavização Exponencial de Holt

6.4.4.4. Métodos de Previsão para Séries Temporais Sujeitas a Fenômenos Sazonais

6.4.4.4.1. Método de Previsão com Correção à Priori

6.4.4.4.2. Método de Previsão com Suavização Exponencial de Holt-Winters

6.4.4.4.3. Um Método de Determinação do Período de Sazonalidade

6.4.4.5. Regressões por Mínimos Quadrados

6.4.4.5.1. Método dos Mínimos Quadrados (MMQ)

6.4.5. 5) calcular capacidade da produção, obter dados relacionados à mão-de-obra necessários

6.4.5.1. Capacidade da produção ou Capacidade produtiva

6.4.5.1.1. Capacidade Produtiva é o valor máximo que define as saídas do processo produtivo por unidade de tempo

6.4.5.1.2. A capacidade de produção de uma empresa seria as peças que ela consegue produzir por dia, utilizando os recursos disponíveis (máquinas, homens, terceiros, etc.)

6.4.5.1.3. Capacidade de produção: Para Stevenson capacidade de produção refere-se ao teto de carga que uma unidade operacional pode suportar. Para Gaither e Frasier é “o maior nível de produção que uma empresa pode manter dentro de uma estrutura de programação de trabalho realista, levando em conta um período de inatividade normal e supondo uma disponibilidade suficiente de entradas para operar a maquinaria e o equipamento existente”. Para Moreira é a quantidade máxima de produtos e/ou serviços que podem ser produzidos num determinado tempo.

7. Planejamento Estratégico

7.1. previsão de vendas, capacidade de produção, disponibilidade de matéria prima e recursos financeiros

7.2. interliga o plano financeiro com o plano de marketing e também o plano da produção, que no caso abrange um planejamento agregado da produção

7.3. Longo prazo: liberação de verba/financiamento para aquisição estrutural

7.3.1. Silo novos para aumento da capacidade

8. Planejamento Agregado (5 a 18 meses)

8.1. conciliar diversos fatores relacionados à produção, como níveis de produção, estoques, recursos humanos, maquinas e instalações, de forma que atendam a uma demanda

8.2. atender uma demanda denominada agregada, pois se trata de vários produtos diferentes, porem de uma mesma família

8.3. Desta forma, os cálculos estão diretamente relacionados e esta característica, portanto o que vai necessitar em matéria prima, tempo, estrutura, mão de obra, máquina, recursos em geral, dependerá da quantidade de produtos que compõem essa família

8.4. Curto e Médio prazo: ações locais, de baixo investimento e retorno que pode ser verificar e analisado

8.4.1. Programação de materia prima no momento e quantidade certa

8.4.1.1. O que foi feito?

8.4.2. Criação de um plano de manutenção

8.4.2.1. O que foi feito?