Três gerações de pedagogia de EAD

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Três gerações de pedagogia de EAD por Mind Map: Três gerações de pedagogia de EAD

1. Cognitivo-behaviorista

1.1. Modelo de DI

1.1.1. objetivos de aprendizagem claramente identificados

1.2. Presença cognitiva

1.2.1. a partir de processos estruturados

1.2.2. aluno estimulado e informado

1.2.3. teste e reforço para aquisição do conhecimento

1.3. Presença social

1.3.1. quase ausente

1.3.2. níveis elevados de liberdade para o aluno

1.4. Presença de ensino

1.4.1. reduzida ou reconstruída

1.4.2. interação didática guiada (texto, áudio)

1.4.3. interação professor-aluno apenas para avaliação

1.5. Pontos fortes

1.5.1. maior acesso e liberdade do aluno

1.5.2. menos custo, mais escala

1.6. Pontos fracos

1.6.1. redução das presenças social e de ensino

1.6.2. modelo formal de presença cognitiva

1.6.3. não lidam com o "aprender a ser"

2. Socioconstrutivista

2.1. Presença cognitiva

2.1.1. contexto autêntico

2.1.2. aprendizes engajados

2.1.3. apoiada na interação com os colegas

2.1.4. explora capacidade humana para

2.1.4.1. modelagem de papéis

2.1.4.2. imitação

2.1.4.3. investigação dialógica

2.2. Presença social

2.2.1. depende da forma como se faz a mediação da interação

2.3. Presença de ensino

2.3.1. facilitação da aprendizagem

2.3.2. escolha e construção de intervenções educativas

2.3.3. instrução direta

2.3.4. orientação e avaliação de tarefas autênticas realizadas em contextos realistas

2.4. Pontos fortes

2.4.1. rica interação aluno-aluno e professor-aluno

2.5. Pontos fracos

2.5.1. limites na acessibilidade

2.5.2. maior custo, escalabilidade problemática

2.5.3. potencial para a dominação do professor, aulas passivas e restrições de acesso geográfico e temporal

2.6. Desafios

2.6.1. Avaliar o processo, não o produto

3. Conectivista

3.1. Presença cognitiva

3.1.1. em contexto de rede

3.1.2. estudante define e filtra necessidade de aprendizagem

3.1.3. aprendizagem baseada na produção e no consumo de conteúdo educacional

3.2. Presença social

3.2.1. criada e sustentada por redes de alunos e ex-alunos

3.2.2. aumenta ou diminui conforme o nível de interesse do estudante

3.3. Presença de ensino

3.3.1. criada pela construção de caminhos de aprendizagem e pelo design de interações

3.3.2. aprendizes e professor colaboram para criar conteúdo

3.3.3. avaliação combina autorreflexão com avaliação pelo professor

3.3.4. foco no ensino pelo exemplo

3.4. Desafios

3.4.1. distribuição desigual da estrutura,  dificultando atingir objetivos de aprendizagem

3.4.2. dependência de pontos de convergência (líderes carismáticos da rede)

3.4.3. quando reduzidas a um padrão de ensino formal, demandam muita energia do conector central

3.4.4. no início, aprendizes se sentem confusos em espaços conectivistas e anseiam por um ambiente mais controlado