Teorias e Modelos de Colaboração

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Teorias e Modelos de Colaboração por Mind Map: Teorias e Modelos de Colaboração

1. Teoria dos Jogos

1.1. História

1.1.1. Século XVIII - Primeiros estudos

1.1.2. 1913 - Publicação do primeiro teorema

1.1.3. 1944 - Publicação de The Theory of Garnes and Economic Behaviour"(Von Neuman)

1.1.4. 1950 - Equilíbrio de Nash

1.1.5. 1994 - Prêmio de Ciências Econômicas em Memória de Alfred Nobel para John Nash, John Harsanyi e Reinhard Selten

1.1.6. 2002 - Filme Uma Mente Brilhante - Vida de John Nash

1.2. Explicação matemática

1.2.1. Apoiada na economia

1.2.2. Situações reais

1.2.2.1. Negociação(compra e venda)

1.2.2.2. Estabelecimento de preços

1.2.2.3. Ações diplomáticas

1.3. Cenários de tomadas de decisão

1.3.1. Resultado final de cada participante depende das decisões dos demais participantes

1.3.1.1. Conflitos de interesses

1.3.2. Competição X Colaboração

1.4. Exemplos

1.4.1. Dilema do Prisioneiro

1.4.1.1. Matemático A. W. Tucker

1.4.1.2. AutoInteresse, matriz de ganho, incentivos e soma de não zeros

1.4.2. Tragedia dos comuns

1.4.3. Jogo do Frangote

1.4.4. Jogo do Voluntário

1.4.5. Batalha dos Sexos

1.4.6. Jogo de Ultimato

2. Teoria da Atividade

2.1. Explica como seres humanos realizam atividades cotidianas individualmente ou em sociedade

2.1.1. Como os seres humanos realizam atividades

2.2. Atividade: Unidade minima de significado para compreender ações do sujeito

2.3. Sujeito: Pessoa ou grupo

2.4. Objeto: Concreto (Documento) ou Abstrato (Decisão)

2.5. Artefatos: Ferramentas e Maquinas

2.6. Usado para descrever e analisar o uso de tecnologias na realização de contextos reais

3. Padrões de colaboração

3.1. Proposto por Vreede e Colaboradores

3.1.1. 2009

3.2. Pressuposição de que todo trabalho em grupo se resume a poucos tipos de atividades = padrões

3.3. Processo de trabalho é a composição de atividades

3.3.1. Geração

3.3.1.1. Atividade em que o grupo aumenta a quantidade de informação sobre o assunto

3.3.2. Redução

3.3.2.1. Atividade em que o grupo reduz o numero de informações sobre o assunto

3.3.3. Esclarecimento

3.3.3.1. Atividade em que o grupo esclarece significados de termos

3.3.4. Organização

3.3.4.1. Atividade em que o grupo estebelece as relações

3.3.5. Avaliação

3.3.5.1. Atividade em que o grupo define o valor das informações

3.3.6. Comprometimento

3.3.6.1. Atividade em que o grupo aumenta o numero de membros a se comprometer

4. Modelo de Tuckman

4.1. Bruce Wayne Tuckman

4.1.1. 1965

4.1.1.1. Primeiros 4 Estagios

4.1.1.1.1. Analise de mais de 50 artigos

4.1.2. 1977

4.1.2.1. Quinto estágio

4.1.2.1.1. Junto com Mary Ann Jensen

4.2. Descreve e explica comportamento de um grupo de trabalho

4.2.1. Poucos membros

4.2.2. Orientado a tarefa

4.3. Estágios de um grupo de trabalho

4.4. Estagios

4.4.1. 1º Formação

4.4.1.1. Compartilhar metas

4.4.1.2. Indentificar-se com outros individuos

4.4.2. 2º Confrontação

4.4.2.1. Definição de papéis e responsabilidades

4.4.2.2. Estabelece a liderança

4.4.3. 3º Normatização

4.4.3.1. Definição do processo de trabalho

4.4.3.2. O processo de trabalho deve ser adequado

4.4.4. 4º Atuação

4.4.4.1. Estágio marcado pela produtividade

4.4.5. 5º Dissolução

4.4.5.1. Grupo desfeito pela conclusão ou desistência

4.4.5.2. Não há mais compromisso entre os integrantes do grupo

5. Modelo 3C de Colaboração

5.1. Dimensões essenciais da Colaboração

5.1.1. Comunicação

5.1.1.1. Caracterizada pela troca de mensagens, argumentação e negociação

5.1.2. Coodenação

5.1.2.1. Caracterizada pelo gerenciamento

5.1.3. Cooperação

5.1.3.1. Atuação conjunta num mesmo espaço

5.2. Origem

5.2.1. 1991

5.2.1.1. Ellis e coautores

5.3. Exemplo: bate-papo

5.3.1. Projetado para dar suporte a comunicação

5.3.2. Coordenação

5.3.2.1. Lista de Participantes

5.3.3. Cooperação

5.3.3.1. Registro da conversa

5.4. Alternativa

5.4.1. Modelo 2C - Comando e Controle

5.4.1.1. Exemploes

5.4.1.1.1. Organizações militares

5.4.1.1.2. Linha de Montagem Industrial Clássica (Fordismo)

5.4.1.2. Características

5.4.1.2.1. Comandante define as tarefas previamente

5.4.1.2.2. Coordenação -> supervisão

5.4.1.2.3. Não há comunicação

6. Teoria da Evolução da Colaboração ("tit for tat")

6.1. Surgimento na década de 1970

6.1.1. Matemático Anatol Rapoport

6.2. Década de 1980

6.2.1. Competições que simulavam a seleção natural

6.3. Explica como a colaboração emerge e se mantém num cenário competitivo

6.3.1. “Se malandro soubesse como é bom ser honesto, seria honesto só por malandragem” (Jorge Benjor).

6.4. Regras Basicas

6.4.1. 1. Contribua. Nunca seja o primeiro

6.4.2. 2. Se for traido, retalie

6.4.3. 3. Esteja Preparado para perdoar a traição APÓS a retaliação

6.5. Problemas

6.5.1. Depende da interpretação correta da ação do outro individuo.