Retrabalho

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Retrabalho por Mind Map: Retrabalho

1. Dificuldades no levantamento de Impactos (não identificação)

1.1. Pouca qualidade da documentação.

1.1.1. Não engloba todos os cenários, situações, todos os Subsistemas.

1.1.1.1. Decisão da empresa não documentar tudo, ou de forma mais completa.(Ex.: RED do SFV, falta de RED do Station, MW, Proc, módulo de pesquisa, documentação PE inexistente, SFK).

1.1.1.1.1. Custos altos, demanda tempo, demanda experiencia do analista, não vê o devido valor.

1.2. Falta de experiência do analista

1.2.1. Colocar analistas com pouca experiencia e sem inspeção para efetuar análises e documentações dos sistemas

1.2.1.1. Porque os analistas experientes estão alocados em outras tarefas e não são designados para treinar, orientar e inspecionar adequadamente os novos analistas.

1.2.1.1.1. A empresa não planeja o processo de treinamento e de desenvolvimento dos analistas de negócios.

1.3. Designar analistas junior em análises de regras complexas

1.3.1. Quem atribui as análises/desenvolvimentos não tem conhecimento da complexidade das regras e não tem percepção do nível da bagagem do analista/desenvolvedor sobre produto.

1.3.1.1. Quem atribui são pessoas com cargos gerenciais, não detêm este conhecimento mas não procuram ajuda de quem detêm para definir isto.

1.3.1.1.1. Não existe um processo de classificação de análises e de auto-avaliação do analista, indicando qual é o grau dele em relação ao produto, quais foram os níveis de complexidade das ultimas analises feitas e criar uma base pra decidir quem está mais apto para realizar as tarefas.

1.4. Não há rastreabilidade

1.4.1. Os sistemas cresceram de forma desordenada, sem planejamento e sem documentação dos vínculos entre requisitos, casos de uso.

1.4.1.1. Não foi avaliado durante o processo de criação da maioria dos produtos a necessidade de rastrear e manter esta rastreabilidade. E nos que tiveram rastreabilidade (SFK, MFK), esta tentativa foi descontinuada.

1.4.1.1.1. Não havia um estudo das formas de se rastrear, nunca foi feito, então deixou de se fazer. Nas que foram feitas, não houve consolidação e se perdeu, pelo tempo e falta de recursos.

2. Análise incompleta

2.1. Falta de documentação/rastreabilidade no sistema que possibilite a identificação de todas as situações

2.2. O analista não tem conhecimento necessário do produto

2.2.1. Não houve treinamento ou desenvolvimento adequados

2.3. O analista de negócios acredita que quem vai desenvolver o requisito, vai ter uma noção desta regra (subentende)

3. Regra mal escrita

3.1. Não se preocupa em escrever de forma com que não haja possibilidade de dupla interpretação

3.1.1. Por costume na formas de escrever, o analista acredita que o texto está entendivel

3.1.1.1. Porque ele está interpretando com a visão dele

3.1.1.1.1. Por falta de habilidade em identificar que a forma com que ele escreve pode gerar dupla interpretação.

4. Mudança na especificação durante o desenvolvimento / documentação desatualizada (DER)

4.1. Não segue o processo correto de abertura de chamado de reparo para o setor de análise.

4.1.1. Falta de conhecimento ou treinamento dos processos de chamados na distribuição

4.2. Por pressa em desenvolver, a mudança é iniciada sem que se tenha documentado no DER, segundo ordens do coordenador

4.3. O analista não deu prioridade para realizar a documentação do DER quando o chamado foi atribuído a ele

5. Falta de comunicação e interatividade entre as equipe da distribuição

5.1. Não faz parte do processo ou não se tem o costume de realizar reuniões de alinhamento de distribuições

5.1.1. Não havia necessidade

6. Falta conhecer melhor o produto

6.1. Não é realizado treinamento adequado para estas pessoas ou nem é realizado e se atribui o trabalho

6.1.1. Não existe um processo de treinamento estruturado sobre cada produto. Ou pela pressa em preencher uma posição dentro do produto/projeto. Não há também um processo de desenvolvimento dos analistas dentro dos produtos que estão trabalhando, não havendo um evolução (analises simples, depois análises mais medias e depois complexas).

6.1.1.1. Não se preocupou com isto,não há planejamento de recursos nem de migração de produtos e não se decide se o foco será especializar ou generalizar o conhecimento dos funcionários sobre os produtos.

6.2. Não se considera o nível de conhecimento do analista no produto no momento de atribuir a atividades

6.2.1. Não se tem parâmetros, avaliação do analista e não tem recursos sobrando para realizar a melhor escolha do recurso que irá executar a tarefa.

7. Trabalho em paralelo

7.1. Não existem processos para mitigar os impactos causados por trabalhar em paralelo

7.1.1. Não se preocupou em formalizar os processos que já existem de forma clara e acessível, a maioria do conhecimento está na cabeça das pessoas.

8. Deslocamento ou interrupção não previsto de colaborador alocado no atendimento do RRM

8.1. Porque faz parte das atividades do analista dar suporte internamente

8.2. Não se tem controle de demandas não planejadas

8.2.1. Estas demandas são subestimadas ou as vezes nem estimadas

8.3. Não há outros recursos com o mesmo conhecimento para poder auxiliar quem solicita

8.4. As pessoas que procuram ajuda não buscam antes em outros meios para tentar solucionar os problemas e já interrompem os que sabem resolver o problema.