Froebel 1782-1852 A Criança, o Corpo e o Movimento

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Froebel 1782-1852 A Criança, o Corpo e o Movimento por Mind Map: Froebel 1782-1852 A Criança, o Corpo e o Movimento

1. Metodologias

1.1. Reconhecer a existência de Deus no homem e na natureza

1.2. Seguir o modelo da perfeição humana de Jesus

1.3. A função do educador de respeitar o desenvolvimento espontâneo do educando

2. filho de um pastor protestante e órfão de mãe

2.1. muito ligado à natureza para compensar a falta da progenitora - fator que influenciará a sua proposta pedagógica

3. 1826 publica "A Educação do Homem" onde aborda

3.1. a necessidade de valores morais

3.2. a importância do contacto com a natureza

3.3. a ideia de que a criança é um homem em potencial

4. "As brincadeiras da criança são as folhas germinais de toda a vida futura"

5. Em 1837 funda a 1ª instituição destinada à educação da infância a "Kindergarten"

6. Com o objetivo de auxiliar a criança a ser criativa, compreender a natureza, desenvolver a fala, expressar a sua criatividade, apreender formas do real, representar o imaginário

6.1. Desenvolve um currículo de atividades em que o lúdico é a base de toda a ação pedagógica - os Jogos

6.1.1. Cria brinquedos a que chama "Dons"

6.1.1.1. uma bola

6.1.1.2. um cubo

6.1.1.3. um cilindro

6.1.1.4. blocos de construção

6.1.2. Acompanhadas por canções com o intuito de educar as emoções e sensações

6.1.2.1. "o movimento é a fonte de sentido de ritmo, nenhum educador conferiu maior valor cultural ao ritmo que Froebel" (Eby 1976)

7. Séc. XXI

7.1. A partir das reflexões apresentadas sobre o papel de brincar na prática educativa

7.1.1. A criança utiliza toda a sua energia e o seu corpo para a interação com o que a rodeia. O seu corpo está sempre em movimento, quer seja este mais intenso ou organizado

7.1.1.1. Corpo/Movimento

7.1.1.1.1. representa

7.1.1.1.2. deve proporcionar

7.2. Com as novas tecnologias e evolução social há uma perda

7.2.1. do lúdico

7.2.2. do imaginário

7.2.3. da criatividade

7.2.4. da magia

7.3. Escolas

7.3.1. encaram a brincadeira como atividade livre e meramente recreativa

7.3.2. a transmissão de valores e conteúdos dos programas são encarados como hegemónicos (superiores)

7.3.2.1. com uma rotina rigida

7.3.2.2. e uma metodologia tradicional

7.3.3. Objetivos principais

7.3.3.1. racionalidade

7.3.3.2. produtividade

7.3.3.3. eficiência

7.3.3.4. sucesso financeiro

7.3.3.5. independentemente

7.3.3.5.1. das particularidades da criança

7.3.3.5.2. do seu modo de vida

7.3.3.5.3. especificidades que traz consigo

7.3.3.5.4. negligenciar o agora

7.3.3.6. colocando em causa em causa

7.3.3.6.1. as vivências prazerosas

7.3.3.6.2. relações afectivas