Livro de Miqueias

Get Started. It's Free
or sign up with your email address
Rocket clouds
Livro de Miqueias by Mind Map: Livro de Miqueias

1. Autor:

1.1. Miqueias

1.1.1. Quem é como o Senhor

2. Naturalidade:

2.1. Marosete-Gate (1.14)

2.1.1. Cidade localizada a uns 35 Km de Jerusalém

3. Local do Ministério:

3.1. Miqueias foi o único profeta a profetizar tanto ao Reino Norte (Israel - capital: Samaria) quanto ao Sul (Judá - capital: Jerusalém) - Mq 1.1

4. Contexto Histórico:

4.1. Miqueias profetizou durante o reinado de Jotão, Acaz e Ezequias, reis de Judá.

5. Tom da Profecia de Miqueias:

5.1. Apresenta um forte apelo à Justiça Social, amplamente desprezada pelos ricos moradores da cidade, que, hipocritamente, tratavam os pobres com opressão.

5.2. Miqueias aponta três aspectos da ação de Deus

5.2.1. Juízo de Deus sobre Samaria e, futuramente, sobre Jerusalém

5.2.2. a promessa da vinda do Rei e o seu reinado

5.2.3. restauração como resultado da sua misericórdia

6. Esboço do Livro:

6.1. Capítulos 1 a 4

6.1.1. Aviso

6.1.2. Julgamento

6.2. Capítulos 4 a 6

6.2.1. Providência

6.2.2. Livramento

6.3. Capítulos 6 a 7

6.3.1. Resultado

7. Contexto:

7.1. Durante o período do ministério de Miqueias, a Assíria alcançou o seu apogeu como império, e Israel a sua completa destruição (722 a. C.

7.2. Miqueias teve como colegas de ministério os profetas Isaías (para Judá) e Oseias (para Israel).

8. Alcançados nas Profundezas

8.1. Deus alcança o homem em duas profundezas

8.1.1. a externa - Salmo 139.7-10

8.1.2. a interna - Salmo 51.5

8.2. Tanto a imensidão externa quanto na que estar no interior do homem, ele sempre será achado e tratado por Deus

8.3. O Livro de Miqueias expõe esse agir de Deus para transformar a vida do seu povo. O profeta é boca de Deus para dizer ao seu povo que Ele vai alcançá-lo

8.4. Para confrontar a maldade

8.4.1. O profeta convoca todos os povos da terra para atentar ao fato de ter o Senhor saído do seu lugar para julgar o seu povo (1.2, 3, 8)

8.4.2. A corrupção imperava em Samaria e em Jerusalém em todas as áreas:

8.4.2.1. Política

8.4.2.1.1. Os reis conduziam o povo ao pecado

8.4.2.2. Religiosa

8.4.2.2.1. Os sacerdotes acomodaram-se com a vida espiritual hipócrita do povo

8.4.2.2.2. Os profetas profetizavam mensagens mentirosas para bajular as autoridades

8.4.2.3. Social

8.4.2.3.1. Os ricos exploravam os pobres ao extremo

8.4.2.4. Judicial

8.4.2.4.1. Os juízes se deixavam comprar, desprezando o direito do pobre

8.4.2.5. Miqueias 1.7 a 3.12

8.5. Para manifestar esperança

8.5.1. A maldade de Israel parecia incurável e contaminava Judá, nação vizinha (1.9 e 4.9-12)

8.5.2. No meio de toda essa corrupção, Deus promete levantar um rei justo, Jesus Cristo, nosso Senhor (5.2)

8.5.3. O Rei Justo era a esperança de Judá (5.4-5a)

8.6. Para curar as feridas

8.6.1. A corrupção abriu feridas profundas na alma do povo de Deus. O povo seria julgado duramente por seus pecados, mas isso não seria suficiente para mudar os seus valores, ainda que isto estivesse explícito diante de seus olhos (6.8)

8.6.2. A esperança estava em Deus (7.7, 18-20)

9. A vida do Messias

9.1. A vinda do Senhor Jesus tornou possível o cumprimento da profecia de Miqueias (Mt 1.21)

10. Conclusão

10.1. Israel abandonou o Senhor

10.2. Como resultado, passou a viver num mar de lama (pecados), nas profundezas do desespero e nas profundezas da angústia causadas pelas feridas da corrupção

10.3. Deus os alcanço para

10.3.1. julgamento

10.3.2. livramento

10.3.3. perdão

11. Comentária em Vídeo - 1

12. Comentário em Vídeo 2

13. Comentário em Vídeo 3

14. Comentário em Vídeo

15. Comentário em Vídeo 5

16. Comentário em Vídeo