5 - Conceitos Básicos e comandos sequenciais

Mapa mental do conteúdo da aula de comandos sequenciais para a disciplina de programação de computadores para os cursos de engenharia elétrica e engenharia da produção da faculdade Metropolitana de Porto Velho, ministrada pelo professor Autran (www.profautran.com.br)

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
5 - Conceitos Básicos e comandos sequenciais por Mind Map: 5 - Conceitos Básicos e comandos sequenciais

1. Conceitos Básicos

1.1. Comentários

1.1.1. O comentário é um texto delimitado por chaves, cuja função é explicar com mais clareza alguma parte especifica do algoritmo.

1.1.2. O comentário é um texto que não deve ser levado em consideração na hora de executar o algoritmo, ele serve apenas para dar informações adicionais a leitura do algoritmo.

1.2. Operadores

1.2.1. Operadores são sinais utilizados nos algoritmos para indicar a realização de operações

1.2.2. Tipos

1.2.2.1. Aritméticos

1.2.2.1.1. Imagem

1.2.2.2. Relacionais

1.2.2.2.1. Imagem

1.2.2.3. Lógicos

1.2.2.3.1. Imagem

1.2.3. Prioridades

1.2.3.1. Define em que ordem as operações serão executadas

1.3. Funções

1.3.1. As funções são algoritmos pré-definidos que irão retornar valores normalmente resultantes de operações aritméticas

1.3.2. Estas funções têm por finalidade agilizar o desenvolvimento dos nossos algoritmos, já que os procedimentos para calculo destas funções não são de grande importância

1.3.3. Funções

1.3.3.1. Imagem

1.4. Estrutura do Algoritmo

2. Estruturas de Controle

2.1. Estrutura Sequencial

2.1.1. É a mais simples, eficiente e legível das estruturas de controle

2.1.2. Estabelece que uma declaração passe a ser analisada imediatamente após o termino de sua predecessora, em sequencia, se pular nem repetir nenhuma declaração

2.2. Comando Sequenciais

2.2.1. Entrada

2.2.1.1. Um comando de entrada permite a entrada de dados do meio externo para o computador

2.2.1.2. Comando LEIA ( )

2.2.1.2.1. Permite que o usuário entre com um valor, que será armazenado em uma variável e poderá ser utilizado pelo algoritmo.

2.2.1.2.2. O comando Leia() interrompe a execução do algoritmo até que o usuário digite o valor solicitado, quando então , armazena este valor na variável especificada no comando e dá prosseguimento a execução do algoritmo.

2.2.1.2.3. O comando Leia( ) não permite que se faça uma critica dos valores digitados, por isso , se for necessário esta critica , ela deverá ser implementada no próprio algoritmo.

2.2.1.2.4. Sintaxe

2.2.2. Saída

2.2.2.1. um comando de saída permite a saída de dados do computador para o meio externo

2.2.2.2. Comando MOSTRE ( )

2.2.2.2.1. O comando MOSTRE ( ) permite que sejam mostrados para o usuário os valores armazenados em variáveis ou então expressões literais.

2.2.2.2.2. Uma vez que o algoritmo tenha cumprido as suas funções, o comando MOSTRE ( ) é a forma de mostrar ao usuário os resultados do processamento.

2.2.2.2.3. Além disso, o comando MOSTRE ( ) também pode ser utilizado para mostrar mensagens que ajudaram o usuário na utilização do algoritmo.

2.2.2.2.4. Sintaxe

2.2.3. Atribuição

2.2.3.1. É o comando usado para atribuir um valor a uma variável.

2.2.3.1.1. A natureza deste valor deve ser compatível com o tipo da variável declarada.

2.2.3.2. O sinal utilizado para indicar uma atribuição é o “: =” (dois pontos igual)

2.2.3.3. Como Funciona

2.2.3.3.1. Atribuindo um valor ou variavel

2.2.3.3.2. Atribuindo uma Expressão

2.2.4. Expressões Literais

2.2.4.1. As expressões literais são frases ou outro tipo de expressões que são colocadas no algoritmo com mensagens ou para atribuição em variáveis do tipo STRING ou CHAR.

2.2.4.2. Estas expressões são identificadas por estarem entre aspas (“ ” ).

2.2.4.2.1. Exemplo

3. Meu primeiro algoritmo