Farmacologia homeopática

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Farmacologia homeopática por Mind Map: Farmacologia homeopática

1. Farmacologia dos semelhantes

1.1. É a administração de uma droga capaz de provocar no homem sadio sintomas semelhantes aos que se deseja curar no doente, o organismo, por meio da reação secundária, reagirá contra a doença artificial provocada pela droga, semelhante à doença natural, eliminando-a e promovendo o equilíbrio orgânico.

2. Farmacologia dos contrários

2.1. Enquanto a concentração de uma droga permanecer alta no sangue, o paciente se sentirá "curado". Entretanto, para retornar à homeostase inicial, o organismo reagirá ao estímulo que a droga provocou, produzindo efeitos opostos, depressores, secundários. Quando essa droga for eliminada do organismo, do paciente, e voltará os sintomas iniciais, porém mais fortes, pois o organismo produziu efeitos depressores contra a ação estimulante que a droga proporcionou em seu efeito primário.

3. Vias de introdução e de eliminação

3.1. O medicamento homeopático pode ser administrado pelas mucosas, pela epiderme e pelas vias aéreas superiores e inferiores.

4. Posologia

4.1. A prescrição do medicamento homeopático não está relacionada à presença de moléculas, mas à sua capacidade de promover o estímulo da reação do organismo (reação vital), que é variável de indivíduo para indivíduo, por meio da informação correta que o simillimum veicula.

5. Ação primária

5.1. Efeito primário ou ação primária é a modificação de maior ou menor duração provocada por toda substância na saúde do indivíduo.

6. A energia medicamentosa

6.1. Existe uma "informação", algum tipo desconhecido de energia, uma vez que os organismos vivos reagem a ela. A energia produzida pelas agitações deve ser a responsável pela transferência das informações medicamentosas à solução.

7. Leis de Arndt e de Schultz

7.1. Lei de Schultz

7.1.1. A Lei de Schultz diz que "Toda excitação provoca sobre a célula um aumento ou uma diminuição de sua função biológica em relação à atividade fraca ou forte da excitação."

7.2. Lei de Arndt

7.2.1. Arndt diz que: Pequenas excitações provocam a atividade vital, despertando-a; Excitações médias aumentam-na; Excitações fortes anulam-na em parte; Excitações exageradas anulam-na totalmente.

8. Reação secundária

8.1. Efeito secundário ou reação secundária é a reação do próprio organismo ao estímulo que o altera.