Práticas de letramento

Práticas de letramento: letramento escolar, numeramento, letramento digital, letramento midiático e letramento informacional.

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Práticas de letramento por Mind Map: Práticas de letramento

1. Letramento escolar

1.1. Refere-se aos usos, às práticas e aos significados da língua escrita no contexto escolar.

1.1.1. Não é a aprendizagem do alfabeto, mas a função da escrita.

1.1.1.1. A dificuldade de implementação do conceito de escrita social nas atividades de ensino é que ele vai de encontro ao conceito tradicional de ensino da escrita, afinal, reflete a história social e cultural do sistema escolar.

1.1.1.1.1. O Letramento é uma possibilidade de melhor interpretar o mundo, as palavras e os contextos e em todo momento estamos aprendendo e adquirindo novos letramentos.

2. Numeramento

2.1. É a capacidade individual de formular, empregar e interpretar a matemática em uma variedade de contextos. Isso inclui raciocinar matematicamente e utilizar conceitos procedimentos, fatos e ferramentas matemáticas para descrever, explicar e predizer fenômenos.

2.1.1. Para alcançar a alfabetização matemática, os sujeitos precisam compreender o processo envolvido na realização de uma atividade ou na resolução de uma situação-problema.

2.1.1.1. As estratégias existentes no processo de ensino devem levar em consideração os conhecimentos prévios dos alunos e suas habilidades pessoais na resolução da situação problema apresentada.

2.1.1.1.1. Portanto, a numeração pode ser entendida como o propósito e a função dos conceitos matemáticos, bem como suas ferramentas na experiência social e cultural em que estamos imersos todos os dias.

3. Letramento digital

3.1. É o saber utilizar as tecnologias digitais de informação e comunicação, além de aplicar este saber na relação entre sujeitos e o conhecimento produzido.

3.1.1. Envolve não só a capacidade de leitura e escrita em telas de celulares e computadores, como a utilização dos recursos tecnológicos implicados ― localização, filtros, análises etc.

3.1.1.1. O letrado digital necessita quase que aprender um novo idioma, uma vez que a forma como as informações são dispostas na internet é bastante diferente dos meios tradicionais de comunicação.

3.1.1.1.1. Embora relacionado ao uso social da fala e da escrita, o termo é frequentemente utilizado para descrever a prática de uso da tecnologia, independentemente de seu impacto social e cultural.

3.1.1.1.2. Portanto, não basta introduzir as tecnologias no ambiente escolar, é necessário também entendê-las para que possam ser usadas de forma significativa e da maneira correta.

4. Letramento midiático

4.1. Inclui a habilidade de identificar diferentes tipos de mídia e interpretar as informações e mensagens enviadas nessas mídias. Isso inclui não apenas os conteúdos de texto que circulam em redes sociais, como também memes, vídeos virais, videogames e propagandas.

4.1.1. O letramento midiático não muda apenas a relação entre os alunos e o ensino/aprendizagem, mas também mudou o papel dos professores, que começaram a reorganizar suas práticas para apoiar o ensino de alta qualidade e os materiais de conhecimento contextual fornecidos pelas diversas mídias.

4.1.1.1. Quando pensamos em educação midiática é fundamental que educadores desenvolvam em seus alunos habilidades para que estes leiam palavras, imagens, estabeleçam relação entre elas e que sejam cada vez mais capazes de:

4.1.1.1.1. 1- compreender os fatos em uma matéria jornalística;

4.1.1.1.2. 2- analisar a neutralidade do relato;

4.1.1.1.3. 3- adotar procedimentos de checagem de informação;

4.1.1.1.4. 4- identificar e denunciar discursos desrespeitosos.

5. Letramento informacional

5.1. Constitui um processo que integra as ações de localizar, selecionar, acessar, organizar, usar informação e gerar conhecimento, visando à tomada de decisão e à resolução de problemas

5.1.1. Esse processo de aprendizagem é contínuo ao longo da vida e integra outras ações, como selecionar, acessar, organizar a informação e gerar conhecimento a partir dela.

5.1.1.1. É tido como uma condição necessária para o alcance não apenas de objetivos educacionais como também para o desenvolvimento pessoal, social e profissional já que suas competências irão mudar a vida dos alunos e contribuir para a sociedade do conhecimento.