Acidente radioativo em Goiânia 1987

Начать. Это бесплатно
или регистрация c помощью Вашего email-адреса
Acidente radioativo em Goiânia 1987 создатель Mind Map: Acidente radioativo em Goiânia 1987

1. Material: O césio 137 é um isótopo do césio por possuir mesmo número de prótons e diferente número de nêutrons, e é um radioisótopo por ser emissor de radiação.

2. O acidente: No dia 13 de setembro de 1987, ocorreu em Goiânia o maior acidente radioativo em área urbana no Brasil; o IGR (Instituto Goiano de Radiologia) estava fechado e no local havia um aparelho abandonado utilizado para fazer radioterapia. Em seu interior havia o isótopo césio 137 dentro de uma cápsula, que até então era blindada. Catadores de papel, em busca de sucatas que pudessem ser vendidas a um ferro velho, invadiram o antigo IGR e levaram para casa a cápsula que continha o césio 137.Horas depois do primeiro contato com o césio-137, iniciaram-se os sintomas de intoxicação. Pessoas que apresentaram tontura, diarreia e vômito recorreram aos hospitais. Sem ter conhecimento do material radioativo na região, os médicos acreditavam se tratar de uma doença contagiosa.

3. Consequências: Esse acidente gerou cerca de 13,4 toneladas de rejeitos radioativos, várias pessoas com problemas de saúde e uma ferida que não cicatriza na população goiana em razão da irresponsabilidade de poucos.

4. Causa do acidente: Ocorreu mediante o descaso tanto de uma instituição privada, o Instituto Goiano de Radioterapia - IGR como também do Estado, pois envolveu a ausência de fiscalização e gerência do poder público Estadual e Federal.