Abordagem Estruturalista

Get Started. It's Free
or sign up with your email address
Rocket clouds
Abordagem Estruturalista by Mind Map: Abordagem Estruturalista

1. Ênfase

1.1. Na estrutura, nas pessoas e no ambiente.

2. Abordagem da Administração

2.1. Formal

2.2. Informal

3. Representantes Principais

3.1. Etzioni, Blau e Scott

4. Característica da Administração

4.1. Sistema aberto e em constante interação com o seu meio ambiente, interno e externo.

4.2. Unidade Social.

4.2.1. Complexa

5. Influência do Estruturalismo

5.1. Ciências Sociais

5.1.1. Filosofia

5.1.2. Psicologia

5.1.3. Antropologia

5.1.4. Matemática

5.1.5. Linguística

6. Homem Organizacional

6.1. Desempenha diferentes papéis em diferentes organizações

6.2. Flexível

6.3. Tolerante as frustrações

6.4. Disposição para cooperar e seguir normas

6.5. Necessidade de interagir

6.6. Capaz de adiar recompensas e de compensar o trabalho cotidiano

6.7. Permanente desejo de realização

7. Sistema de Incentivos

7.1. Mistos

7.1.1. Materiais

7.1.2. Sociais

8. Características

8.1. Declínio da Teoria das Relações humanas

8.2. Desdobramento da Burocracia

8.3. Visão crítica da organização formal

8.4. Ênfase na estrutura e no relacionamento entre as partes

9. Análise das Organizações

9.1. Análise mais ampla e abordagem múltipla

9.2. Considera a organização formal e informal

9.3. Considera todos os níveis hierárquicos

9.3.1. Institucional

9.3.1.1. Nível estratégico, responsável pela definição dos principais objetivos e das estratégias organizacionais relacionadas em longo prazo.

9.3.2. Gerencial

9.3.2.1. Nível intermediário, responsável pela transformação em planos e em programas para que o nível técnico os execute.

9.3.3. Técnico

9.3.3.1. Nível operacional, onde as tarefas são executadas.

9.4. Considera as variedades de organizações

9.5. Fatores intra e inter-organizacionais

9.5.1. Holística

10. Amitai Etzioni

10.1. Tipologia de Organizações

10.1.1. Com base no uso e significado da obediência.

10.1.1.1. Organizações Coercitivas

10.1.1.1.1. Imposto pela força física ou por controles baseados em prêmios ou punições.

10.1.1.2. Organizações Utilitárias

10.1.1.2.1. Baseia-se no controle dos incentivos econômicos.

10.1.1.3. Organizações Normativas

10.1.1.3.1. Chamadas voluntárias, utilizam o controle moral.

11. Blau e Scott

11.1. Tipologia de Organizações

11.1.1. Quem se beneficia com a organização.

11.1.1.1. Categorias de participantes que podem se beneficiar:

11.1.1.1.1. Os próprios membros da organização.

11.1.1.1.2. Os proprietários ou dirigentes da organização.

11.1.1.1.3. Os clientes da Organização.

11.1.1.1.4. O público em geral

11.1.2. Quatro tipos básicos de organizações:

11.1.2.1. Associação de benefícios mútuos.

11.1.2.1.1. Cooperativas, sindicatos.

11.1.2.2. Organizações de interesses comerciais

11.1.2.2.1. Empresas privadas.

11.1.2.3. Organização de Estado

11.1.2.3.1. Militar, correios, instituições jurídicas e penais.

11.1.2.4. Organizações de Serviços

11.1.2.4.1. Hospitais, universidades, escolas, organizações religiosas.

12. Observações Finais

12.1. Inicia os estudos do ambiente.

12.2. Considera as organizações como sistema aberto.

12.3. Procura conciliar:

12.3.1. Abordagem Clássica

12.3.2. Abordagem Humanista

12.3.3. Visão crítica do modelo burocrático

13. Mudanças Organizacionais

13.1. Organizações com objetivos transitórios

13.1.1. Processo de ajustamento a problemas e situações emergentes e imprevistas.

14. Teoria da Burocracia

14.1. Ênfase

14.1.1. Estrutura organizacional

14.2. Resultados Almejados

14.2.1. Máxima eficiência

14.3. Origem

14.3.1. Década de 1940

14.4. Representantes

14.4.1. Weber, Merton

14.5. Características básicas da Administração

14.5.1. Sociologia da Burocracia

14.6. Homem

14.6.1. Burocrata/ Organizacional

14.6.1.1. Ser isolado que reage como ocupante de cargo.

14.7. Sistemas de Incentivos

14.7.1. Materiais

14.7.2. Salariais

14.8. Tipos de sociedade

14.8.1. Sociedade tradicional

14.8.1.1. Sociedade medieval

14.8.2. Sociedade carismática

14.8.2.1. Características místicas, arbitrárias e personalísticas.

14.8.3. Sociedade legal, racional ou burocrática

14.8.3.1. Normas impessoais e racionalidade na escolha dos meios e dos fins.

14.9. Características da Burocracia Segundo Weber

14.9.1. Caráter legal das normas e regulamentos

14.9.1.1. Normas e regulamentos.

14.9.2. Caráter formal das comunicações

14.9.2.1. Ligada por comunicações escritas.

14.9.3. Caráter racional e divisão do trabalho

14.9.3.1. Adequa aos objetivos a serem atingidos: a eficiência da organização.

14.9.4. Impessoalidade nas relações

14.9.4.1. Termos de cargos e funções.

14.9.5. Hierarquia de autoridade

14.9.5.1. Cada cargo inferior deve estar sob o controle e supervisão de um posto superior.

14.9.6. Rotinas e procedimentos padronizados

14.9.6.1. Fixa as regras e normas técnicas para o desempenho de cada cargo.

14.9.7. Competência técnica e meritocracia

14.9.7.1. Baseada no mérito e na competência técnica e não em preferências pessoais.

14.9.8. Especialização da administração

14.9.9. Profissionalização dos participantes

14.9.10. Completa previsibilidade do funcionamento

14.9.10.1. Prever antecipadamente todas as ocorrências e rotinizar sua execução.

14.10. Vantagens

14.10.1. Redução de custos e erros

14.10.2. Comunicação eficiente

14.10.3. Decisões rápidas

14.10.4. Minimização de atritos

14.10.5. Estabilidade e confiabilidade

14.10.6. Benefícios para os trbalhadores

14.10.7. Eficiência da organização no alcance de seus objetivos.

14.11. Disfunções

14.11.1. Internalização das regras

14.11.1.1. Transformação de meios em objetivos.

14.11.2. Excesso de formalismo e de conformidade as normas.

14.11.2.1. Documentar e formalizar todas as comunicações.

14.11.3. Resistência a mudança

14.11.3.1. Completa segurança a respeito de seu futuro.

14.11.4. Despersonalização dos relacionamentos

14.11.4.1. Impessoalidade no relacionamento entre os funcionários.

14.11.5. Valorização excessiva da autoridade

14.11.5.1. Decisão é sempre daquele que ocupa o posto hierárquico mais alto.

14.11.6. Despreocupação com os resultados

14.11.7. Perda da capacidade de inovação